Derlis culpa presidente e diz que não há mais chance de jogar no Santos

Correspondente Lucas Musetti Perazolli - Santos , SP
25/07/2018 20:18:13

Em: Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos
Derlis González diz que negociação com o Santos acabou (Reprodução)

Derlis González, do Dínamo de Kiev-UCR, não vai jogar no Santos. Foi o próprio jogador quem garantiu em entrevista à Gazeta Esportiva nesta quarta-feira.

O Peixe afirma que as exigências do atacante paraguaio, como salários de R$ 900 mil, inviabilizaram a negociação. O atleta, em contrapartida, nega e relata que o alvinegro sabia das condições e, após um acordo verbal, pediu para ele vir ao Brasil. Depois de quatro dias de tratativas sem sucesso – entre quinta e segunda-feira, ele retornou ao Paraguai.

“Não há mais chance. Depois do que disse o presidente, não há mais. Olha, eu tenho no contrato com o Dínamo um salário de 110 mil dólares por mês (R$ 405 mil), passagem de avião, carro e eles sabiam disso. E disseram que dariam o mesmo contrato. Na chegada ao Brasil, quiseram pagar 37 mil dólares a menos (R$ 136 mil) por mês. Não dá. Eles sabiam do contrato e disseram que sim…”, disse Derlis.

O presidente José Carlos Peres afirma que houve o pedido do mesmo salário da Europa, além de bônus por produtividade e títulos alcançados.

“O jogador veio aqui para discutir salário. Caso contrário, viria com contrato pronto. O empresário não deu uma resposta durante todo o fim de semana e fez exigências acima do teto do clube. Tínhamos um orçamento e isso foi avisado, até aumentamos a pedida com o aval do Comitê de Gestão, mas o clube não faz mais loucuras. Ou aceita a política e filosofia do clube e dessa gestão ou, lamentavelmente, não seguimos”, explicou o presidente, à reportagem.

Enquanto isso, Vitor Bueno, que seria trocado por empréstimo com Derlis González, está na Ucrânia, mas ainda não foi anunciado pelo Dínamo. O Santos afirma que o negócio pelo meia não será cancelado por causa do desacerto com o empresário.

Derlis tem 24 anos, 1,72m de altura e é polivalente. No Dínamo, jogou aberto pela esquerda. Na seleção do Paraguai, o atacante é utilizado pela direita. Ele foi revelado pelo Rubio Ñu e passou pelo Benfica B, Guarani, Olimpia e Basel. O atacante tem contrato até junho de 2020.




×
Quer receber notícias do Santos?