Com Odir Cunha na lista, Santos faz demissões: "Não guardo mágoas"

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

06-10-2020 15:08:05

O Santos anunciou nesta terça-feira a demissão de profissionais "não adequados" ao novo organograma aprovado pelo Comitê de Gestão em exercício.

A Gazeta Esportiva apurou que o Peixe desligou cerca de 20 funcionários, das mais diferentes áreas, como jurídico, administrativo, comunicação e secretaria social.

Odir Cunha (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

"O Santos FC comunica que após avaliação e buscando as melhores práticas de gestão e sempre de forma transparente no período do presidente interino, Orlando Rollo, contando com a aprovação do Comitê de Gestão, deliberou o desligamento de profissionais que não se adequam ao atual modelo de gestão e organograma aprovados pelo CG.

O Santos FC deseja aos profissionais sucesso na sequência de suas carreiras e desafios e agradece pelo período em que estiveram desenvolvendo suas atividades profissionais no Clube", disse o clube, por meio de nota oficial.

Entre os demitidos, está Odir Cunha, "gestor de história e cultura do Santos". Ele foi um dos principais apoiadores de José Carlos Peres e Orlando Rollo na campanha de 2017 e participou, inclusive, da coletiva de imprensa da vitória.

"Não guardo mágoas. Temos que desejar o melhor para o clube. Como eleições estão próximas, vou torcer para que o melhor candidato vença, o mais preparado. E que faça uma gestão mais harmoniosa, com mais apoio. Essa gestão não teve apoio, foi muito dividida", disse Odir, à reportagem.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?