Futebol/Mercado

Com contas de celular vencidas, Santos nega “liquidação de atletas”

GazetaEsportiva.net - Santos, SP -
02/01/2015 14:52:00

Em: Futebol, Santos

Modesto Roma Júnior foi empossado como presidente do Santos na manhã desta sexta-feira e já começou a lidar com os problemas financeiros do clube. As dívidas se estendem do pagamento do 13º salário do quadro de funcionários às contas de telefone celular e comprometem o planejamento do departamento de futebol para 2015.

“Pelo que sei, há um problema na parte dos celulares corporativos. Nossa equipe começa hoje um trabalho para fazer auditoria em todos os pontos e calcular o tamanho do rombo”, avisou Modesto, em entrevista à ESPN Brasil, achando graça ao ouvir que precisaria de sorte em sua administração.

Apesar de valorizar a transparência e não esconder as dívidas do Santos, o novo presidente negou que o técnico Enderson Moreira terá um elenco fraco nesta temporada. Além de estar atrasado na busca por reforços, o clube ainda corre o risco de perder alguns dos seus destaques.

“Robinho e Arouca fazem parte do Santos. Já conversei com o Robinho. Com o Arouca, ainda não tive a oportunidade. Mas o Santos tem total interesse nos dois, assim como no Gabriel, no Lucas Lima… O Santos não foi a leilão. Ainda é um clube sério, buscando títulos em 2015. Não estamos em liquidação de atletas. Eles são nossos e continuarão assim”, bradou Modesto.

Nem bem sentou na cadeira de presidente, Modesto Roma Jr. já começou a lidar com problemas (foto: Dennis Calçada)
Nem bem sentou na cadeira de presidente, Modesto Roma Jr. já começou a lidar com problemas (foto: Dennis Calçada) – Credito: Divulgação/Santos FC
Mais especificamente sobre o meia Lucas Lima, que se firmou como peça importante do elenco em 2014, o mandatário disse confiar na palavra do empresário Edson Khodor. O jogador interessa ao Flamengo. “O procurador do atleta disse que o Lucas Lima vai permanecer no Santos”, afirmou.

Quem não seguirá no clube é o centroavante Leandro Damião, que onerou ainda mais as contas santistas e não correspondeu no ano que passou. Dessa forma, acabou emprestado ao Cruzeiro. “Se não foi o pior negócio da história do Santos, foi um deles”, reconheceu Modesto, negando que o robusto Walter seja um eventual substituto. “Não está nos nossos planos.”

O presidente sabe, contudo, que não basta segurar os destaques do elenco e se desfazer de quem não agradou. É preciso contratar. Para isso, ele conta com a compreensão de Enderson Moreira. “O treinador conhece a situação do clube. Vamos tentar corrigir algumas falhas de 2014 e correr atrás de atletas conforme as nossas possibilidades. Fomos empossados hoje. Só agora temos o poder da caneta de contratar alguém”, ponderou.

Mesmo com tantos problemas para fazer a caneta funcionar, Modesto Roma Júnior voltou a repetir que o Santos será forte nesta temporada. “Se a gente achar que uma gestão séria e responsável precisa parar de brigar por títulos, o futebol está perdido. Não pensem que o Santos está à deriva ou entrando em 2015 com uma equipe fraca”, enfatizou.