Auxiliar de Bustos justifica substituição de Ângelo em empate com Corinthians

São Paulo, SP

26/06/22 | 07:00 - 25/06/22 | 23:19

O Santos empatou por 0 a 0 com o Corinthians na noite deste sábado, na Neo Química Arena, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo marcou a volta de Ângelo ao time titular do Peixe após quase dois meses. E o garoto foi muito bem, sendo um dos principais responsáveis por levar perigo para a meta adversária.

Apesar do destaque, o atacante foi substituído ainda aos 10 minutos do segundo tempo. Em coletiva, o auxiliar Lucas Ochandorena, que assumiu o lugar o suspenso Fabián Bustos, explicou a razão por ter tirado o garoto de campo.

"O Ângelo tinha cartão amarelo. No segundo tempo colocaram o Piton e Willian no setor dele. Ângelo, por característica, não é um jogador que corre muito para trás. Tínhamos que estar bem cobertos porque é onde mais jogam e mais podem fazer dano, pelos lados. Foi por isso. E também tem o esforço, pelo cansaço. Poderia fazer um esforço a mais, uma falta, e jogar nesse campo com 10 jogadores seria complicado", disse.

Além disso, Ângelo vem cumprindo uma programação especial de reintegração após sofrer uma lesão muscular na coxa direita. O Menino da Vila ficou um bom tempo afastado e retornou no último dia 11, no empate de 1 a 1 com o Atlético-MG. Desde então, ele entrou em todos os embates, mas sempre como reserva.

"Ângelo é um menino. Tem 17 anos. Vem de uma lesão que o deixou muito tempo parado. E, junto com o departamento médico, realizamos um trabalho para que ele não volte a sentir a lesão. É um jogador muito rápido, de muita velocidade. Então, teve um desgaste físico importante. Com as mudanças que realizou o Corinthians, poderíamos sofrer pelas laterais. O Auro também estava um pouco fadigado. Foi uma alteração tática e para também preservá-lo. É um jogador jovem e essas partidas geram uma pressão maior sobre jogadores que nascem no clube", finalizou Lucas.


O Santos espera voltar a contar com o brilho do seu atacante na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), quando visita o Deportivo Táchira-VEN, pela partida de ida das oitavas de final da Sul-Americana.

Já no dia 13 de julho, às 21h30, o Peixe volta a encarar o Corinthians, dessa vez pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro. Com a derrota de 4 a 0 na ida, o time de Fabián Bustos precisa vencer por cinco gols de vantagem para avançar às quartas.

Deixe seu comentário