Gazeta Esportiva

Análise: derrota para o Guarani escancara pontos fracos do Santos

Redação - São Paulo,SP

19/01/23 | 06:00

Por Rodrigo Matuck

O Santos perdeu por 2 a 0 para o Guarani nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. A partida em Campinas deixou claro que o Peixe ainda tem que trabalhar muito em alguns aspectos, especialmente defensivos.

Logo no começo do embate já deu para notar uma grande dificuldade dos visitantes em trocar passes. O Bugre subiu a marcação e tentou encurralar os adversários. E a estratégia deu certo. Com cinco minutos, João Paulo tocou na fogueira para Bauermann, que demorou para reagir e perdeu a posse para Bruno José. O atacante foi rápido e tocou para Derek, que foi derrubado pelo goleiro alvinegro, gerando pênalti para os mandantes. Na cobrança, Giovanni Augusto bateu no cantinho e abriu o placar.

O Alvinegro Praiano sentiu o gol e demorou muito para reagir. Não à toa, a primeira chegada da equipe ao ataque foi aos 18 minutos. Com problemas para acertar o pé nos passes, o clube não conseguiu produzir nada no primeiro tempo.


Enquanto isso, a defesa seguia sofrendo, especialmente pelo lado esquerdo. Lucas Pires deu muito espaço e viu Bruno José deitar e rolar. Ainda na etapa inicial quase saiu o segundo. O atacante partiu livre no setor do Menino da Vila e cruzou para Derek carimbar a trave.

Com 18 segundos do segundo tempo, a jogada se repetiu. Desta vez, porém, não teve nada para salvar. Bruno José apareceu nas costas de Lucas Pires e levantou na área. Nicolas Careca subiu livre entre Maicon e João Lucas e cabeceou para o fundo da rede.

A bola aérea, aliás, é outro ponto fraco do Santos, além da fragilidade do lado esquerdo defensivo. O jogo pelo alto, no entanto, já vem sufocando o Peixe há algum tempo. Ao longo de 2022, nenhum dos cinco técnicos que passaram pelo clube conseguiu corrigir este aspecto.

A lateral esquerda, por sua vez, vem sendo um problema desde o começo deste ano. Ainda no jogo-treino, realizado em Atibaia, contra o EC São Bernardo, a equipe já mostrou essa fraqueza. Contra o Mirassol, na estreia do Paulistão, mais uma vez o setor foi alvo constante de ataque dos rivais.

Nos próximos dias, portanto, o técnico Odair Hellmann terá a missão de encontrar alternativas para fortalecer a sua defesa. O Santos volta a campo agora no domingo, quando encara o São Bernardo, pela terceira rodada do Paulistão. A bola rola no gramado do Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, a partir das 18h30 (de Brasília).

Deixe seu comentário