Rússia já tem melhor campanha em Copas após fim da União Soviética

São Paulo, SP

19-06-2018 17:46:10


Em apenas dois jogos a anfitriã Rússia já transformou a edição de 2018 na melhor Copa da sua história após o fim da União Soviética. Classificada pela quarta vez para o torneio desde 1991, quando a maioria dos países anexados ao seu domínio ganharam soberania, a equipe manteve 100% de aproveitamento com o triunfo sobre o Egito, na tarde desta terça-feira, em São Petersburgo.

Os donos da casa haviam disputado a competição em 1994, 2002 e 2014, somando apenas duas vitórias em todas elas. Presentes no grupo do Brasil no tetra, nos Estados Unidos, os soviéticos perderam por 2 a 0 para Romário e companhia na estreia, foram superados por 3 a 1 pela Suècia na segunda rodada e, já eliminados, dispararam uma goleada por 6 a 1 sobre a equipe de Camarões para salvar a honra antes de voltar à Europa.

Oito anos depois, na Copa em que o Brasil chegou ao penta, os russos abriram a campanha com um 2 a 0 sobre a Tunísia, ganhando esperança para a sequência da competição. O problema foi que o rendimento caiu nos jogos seguintes, com o time sendo superado por 1 a 0 pelo Japão e por 3 a 2 para a Bélgica, outra vez desperdiçando a chance de avançar às oitavas.

No Brasil, quatro anos atrás, nada de melhora. Depois de um empate por 1 a 1 com a Coreia do Sul, na estreia, a equipe foi derrotada por 1 a 0 pela Bélgica no Maracanã  e chegou a ir para o intervalo classificada na última rodada, contra a Argélia. Um gol de Slimani, porém, deixou o resultado em 1 a 1 e assegurou a passagem dos africanos para a fase eliminatória.

Contando a gloriosa época como URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), os russos não passam de fase desde a Copa de 1986, no México. Para encerrar esse jejum de 32 anos, os anfitriões precisam apenas que o Uruguai pontue contra a Arábia Saudita, nesta quarta-feira.


Deixe seu comentário