Rodrygo estreia e marca golaço em derrota do Real Madrid para o Bayern

São Paulo , SP
20/07/2019 22:59:23 — 21/07/2019 00:21:06

Em: Bayern, Futebol, Futebol Internacional, NBA, Real Madrid

A última joia produzida pela Vila Belmiro deu um belo cartão de visitas na sua estreia pelo Real Madrid. Diante de um Bayern de Munique mais bem entrosado e superior fisicamente, Rodrygo fez um lindo gol de falta na derrota por 3 a 1 para os alemães, em partida válida pela Copa Internacional dos Campeões, no estádio NRG, em Houston, nos Estados Unidos.

O garoto, que entrou no intervalo ao lado de Vinícius Júnior, atuou mais centralizado, fazendo boa dupla de armação ao lado do japonês Takefusa Kubo, o “Messi japonês”, que jogou a Copa América. No lance do gol, uma falta muito bem cobrada, ele já havia roubado bola no ataque e sofrido falta do goleiro Ulreich, que acabou expulso. Tolisso, Lewandowski e Gnabry fizeram os tentos do Bayern.

O primeiro gol da partida saiu aos 15 minutos do primeiro tempo, quando Alaba tabelou pela esquerda, invadiu a área e, quase na linha de fundo, cruzou rasteiro. A bola passou da primeira trave e Tolisso, livre, chutou mal, no canto esquerdo, dando a chance de Marcelo salvar em cima da linha. A redonda, porém, voltou para o francês, que bateu forte para abrir o placar na segunda oportunidade.

Com momentos de festa para a aparição de Harden no telão do estádio, o jogo transcorreu sem grande intensidade, mas com espaço para os atletas demonstrarem suas capacidades. O maior alarido para alguém que não jogasse na NBA se deu quando Hazard fez fila na zaga alemã e sofreu falta, cobrada sem grande perigo para o gol de Neuer. O 1 a 0 se manteve até o intervalo.

Zidane aproveitou o descanso para trocar todos os 11 jogadores, promovendo a entrada de diversos garotos. O destaque, é claro, ficou pela primeira impressão da dupla Vinícius Júnior e Rodrygo atuando junta pelo clube merengue. O ex-flamenguista, já estabelecido, ficou pela ponta esquerda, enquanto o ex-santista atuou como meia pela direita.

Ainda que o Raio da Vila Belmiro tenha dado trabalho, sofrendo faltas, e que Vinícius tenha sido travado na hora em que ia chutar para empatar o jogo, o Bayern com menos mudanças foi bastante superior. Lewandowski ampliou aos 22, tocando no canto de Navas, e Gnabry, logo na sequência, dominou na área e fuzilou para fazer o terceiro dos alemães.

A diferença fez o Real mostrar certo nervosismo e deixou o Bayern solto para colocar o rival na roda e empilhar chances perdidas. A superioridade se transformou em displicência quando Kimmich tentou recuar bola do meio-campo, de letra, e deixou a bola para Rodrygo. O ex-santista partiu em velocidade, driblou Ulreich e foi derrubado fora da área.

O juiz deu cartão vermelho para o goleiro, que saiu reclamando muito, e promoveu uma boa chance para o brasileiro se consagrar: em batida perfeita, no ângulo direito de Hoffman, anotou o seu primeiro gol com a camisa merengue, fechando o placar.