Rodrygo avalia crescimento no Real Madrid e exalta Modric: "Me ajuda muito"

São Paulo, SP

02/08/22 | 08:43

Rodrygo, ex-Santos, foi um dos destaques do Real Madrid na conquista da Liga dos Campeões na temporada passada, com gols decisivos diante do Chelsea, nas quartas de final, e Manchester City, na semifinal. Em entrevista para os canais oficiais da Uefa, o brasileiro avaliou seu crescimento no clube que defende desde 2019.

"Cresci em todos os aspectos. Treino e trabalho todos os dias para melhorar como pessoa e como jogador. Agora estou mais maduro, me relaciono com pessoas mais velhas que me ensinam muitas coisas. Como jogador também, jogando com os melhores do mundo. A cada dia estou aprendendo e melhorando", disse o jogador de 21 anos. 


Rodrygo também exaltou Luka Modric, de 36 anos, que defende o Real Madrid desde 2012. O atacante afirmou que o croata o "ajuda muito" e é "como um pai".

"Me ajuda muito. É muito mais fácil jogar com ele, com a qualidade que tem. É como um pai para mim", destacou o brasileiro.

 

Desde 2019 no Real Madrid, Rodrygo já disputou 108 partidas pelo clube espanhol, com 18 gols e 21 assistências. Na Seleção Brasileira, o atacante participou de cinco jogos e tem um tento anotado.

Confira outros trechos da entrevista de Rodrygo, do Real Madrid:

Supercopa da Europa, contra o Eintracht Frankfurt (10/08)

"Nunca joguei uma Supercopa da Europa. Só joguei a da Espanha e acredito que é sensacional. Quero jogá-la a cada ano. Para isso, tem que ganhar a Liga dos Campeões e quero ganhar sempre. Vai ser muito especial para mim. Em todas as finais, nós esquecemos o nome da competição e só queremos ganhar. É a mentalidade da nossa equipe".

Sonho realizado com a conquista da Liga dos Campeões

"Algumas vezes digo a mim mesmo: 'Meu Deus, ganahei a Liga dos Campeões!'. Não consigo acreditar que consegui. Sempre foi um dos meus maiores sonhos: jogar no Real Madrid e ganhar a Liga dos Campeões. E consegui com só 21 anos. Acredito que é difícil acreditar no que consegui. Mas não só a Liga dos Campeões, já ganhei a Liga duas vezes, outras duas vezes a Supercopa da Espanha e agora a Liga dos Campeões. Acredito que não podia ser melhor".

Técnico Carlo Ancelotti

“Aconteceu com ele o que sempre acontece, ele ganhou. Ele sempre ganha, ele é um fenômeno. Ele faz sucesso por onde passa e aqui não poderia ser diferente. Ele fez um trabalho espetacular com a gente desde o dia em que chegou".

"Sempre me lembro de tudo o que ele nos disse durante a pré-temporada, os conselhos que nos deu. Durante a temporada a equipe continuou a crescer e melhorar, tivemos poucos momentos ruins e no final deu tudo certo". 

Momento pessoal

“Quero marcar mais gols todos os dias, dar assistências e jogar mais. Acho que estou melhorando e jogando melhor a cada temporada. No meu primeiro ano acho que estava bem, no segundo não pude jogar muito por causa da grave lesão que tive e na terceira temporada estava melhor. Na próxima temporada, acho que serei melhor do que nas anteriores”.

“Não gosto de estabelecer metas. Não quero pensar em marcar vários gols ou assistências. Não gosto disso. A única coisa em que penso é ser melhor do que na temporada anterior. Quero jogar melhor no próximo jogo, esses são os meus objetivos”.

Pressão

"É mais divertido jogar com pressão. Jogar sem nada em disputa não tem graça, principalmente quando falamos de esporte e competitividade. É bom ter essa pressão".

Deixe seu comentário