Gazeta Esportiva

Jornalista pede perdão a Vinícius Jr. e diz que fala não foi racista: “Um forte abraço e continue a dançar”

São Paulo, SP

19/09/22 | 09:34

O jornalista Josep Pedrerol, apresentador do programa El Chiringuito, pediu perdão a Vinícius Jr. e disse que não houve falas racistas contra o jogador.

“Quero deixar um recado para todos os brasileiros. A expressão ‘brincar de macaco’, na Espanha, é ‘fazer papel de bobo’. Não é racista. Na tradução foi mal interpretado. Um forte abraço e continue a dançar”, disse, em um pronunciamento durante o ao vivo.

“Se te incomodou, peço desculpas. Pode ser uma expressão inapropriada, mas não é racista. Eu me importo que qualquer telespectador tenha se incomodado e por isso peço desculpas. Há tanta hipocrisia nesse mundo que sinto um pouco de nojo. Peço perdão se te ofendi, Vinicius Júnior”, continuou.

Na última semana, o brasileiro foi criticado pelo agente espanhol Pedro Bravo, convidado do El Chiringuito, que chamou de "macaquice" a maneira como Vini Jr. se comporta após marcar um gol: dançando.

"Pedro Bravo pediu desculpas e eu peço. Se te incomodou, peço desculpas novamente. Se você também é negro, e isso te incomodou, peço desculpas", completou Pedrerol.

Após o jogador do Real Madrid ser alvo do comentário na Espanha, uma onda de apoio surgiu nas redes sociais com a hashtag “BailaViniJr”. No domingo, quando o clube visitou o Atlético de Madrid, um vídeo viralizou com cantos racistas vindo de torcedores dos donos da casa.

O duelo terminou em 2 a 1 para os merengues. Rodrygo marcou o primeiro do Real e, na comemoração, puxou Vini Jr. para bailar.

O resultado manteve a equipe na liderança, com 18 pontos, dois acima do vice-líder Barcelona. O time volta a campo apenas no dia 2 de outubro, às 16 horas (de Brasília), para receber o Osasuna.


Deixe seu comentário