Gazeta Esportiva

Wellington Paulista comemora primeiro gol no Majestoso

São Paulo, SP

15/03/16 | 19:48 - 18/03/16 | 15:22

Wellington Paulista espera manter sequência após gol salvador no sábado (Foto: Guilherme Dorigatti/PontePress)
Wellington Paulista espera manter boa sequência após gol salvador no sábado (Foto: Guilherme Dorigatti/PontePress)

O atacante Wellington Paulista chegou como o principal reforço ofensivo da Ponte Preta para a disputa do Campeonato Paulista. O jogador, no entanto, ainda não havia marcado nenhum gol no Moisés Lucarelli, casa da Macaca. O atleta desencantou no último sábado em grande estilo, anotando o tento a vitória de 2 a 1 de sua equipe diante da Ferroviária.

Feliz com o gol marcado após um período de jejum, Wellington Paulista explicou sua fase de poucas bolas na rede, justificando estar ajudando a equipe da Ponte Preta também na armação de jogadas.

“O meu primeiro gol foi fora de casa. Ainda não tinha feito nenhum gol no Majestoso ainda e pelo calor do jogo e pela forma que foi, já que eu mais armo que finalizo. Se eu não viesse buscar a bola no primeiro lance, não tinha saído o primeiro gol, porque sai para receber do Rhayner e acabei tocando para o Reinaldo. Sabemos que o torcedor é muito mais emotivo, coração, mas é só parar para ver, que vai observar que estou mais ajudando o elenco, procurando fazer minha parte. Eu me movimento bastante, auxiliando minha equipe da melhor maneira possível”, declarou o atacante, que possui dois gols no Paulistão.

Wellington Paulista admitiu que, como atacante, há uma cobrança para que ele faça mais gols. O jogador, porém, se mostra tranquilo e citou sua experiência para garantir que trabalhará para ser o goleador que o torcedor pontepretano espera.

“Por ser o camisa 9 da equipe, estar jogando e ser o capitão, tenho que demonstrar tranquilidade. Em muitos anos jogando bola sei a pressão que vou ter e a função que tenho que fazer. Não posso me abater. Já fiquei em alguns jogos sem fazer gols, já fui para clubes em que logo que cheguei machuquei e fiquei um ano sem marcar e isso não interfere em nada. Logico que como centroavante quero ajudar minha equipe, mas trabalho pela melhoria do time e quero ajudar, buscar as vitórias, mas é só trabalhar que os gols sairão na hora certa”, completou.

Terceira colocada do Grupo B do Campeonato Paulista, a Ponte Preta segue sua luta pela classificação no próximo sábado, quando visita o Capivariano, às 18h30 (de Brasília), na Arena Capivari, pela 10ª rodada do torneio.

Deixe seu comentário