Futebol/Paris Saint-Germain

Diretoria do Paris Saint-Germain anuncia saída de Buffon

São Paulo , SP
05/06/2019 14:14:32

Em: Futebol, Futebol Francês, Futebol Internacional, Notícias, Paris Saint Germain
Gianluigi Buffon não vai ficar no PSG (Foto: Franck Fife/AFP)

A diretoria do Paris Saint-Germain anunciou, nesta quarta-feira, que não vai renovar o contrato de Gianluigi Buffon. O atual compromisso termina no dia 30 de junho. O clube divulgou que a decisão foi tomada em conjunto com o jogador e demandou uma longa e serena reflexão.

Após fazer história na Itália, principalmente defendendo a Juventus, Buffon chegou ao Paris Saint-Germain em julho de 2018. Em uma temporada, atuou em 25 partidas, sendo nove sem sofrer gols. Pelo clube francês conquistou dois títulos, do Campeonato Francês e da Supertaça da França.

Em nota oficial, o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, manifestou o orgulho de ter tido um jogador como Buffon vestindo a camisa do clube. Por fim, o comunicado dis que “Gigi permanecerá para sempre entre os gigantes do futebol que vestiram com talento as cores e valores do Paris Saint-Germain. Ficaremos muito honrados em vê-lo novamente no próximo ano, ao lado de outros ex-jogadores, para celebrar o 50º aniversário do nosso clube.”

O jogador de 41 anos também se manifestou. Por meio de uma nota oficial, divulgada pelo site do clube, o italiano agradeceu à todos no PSG e citou Ernest Hamingway, dizendo que “existem apenas dois lugares onde as pessoas podem viver felizes: em casa e em Paris.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

🇮🇹 Ernest Hemingway ha scritto che “ci sono solo due posti al mondo dove possiamo vivere felicemente: a casa e a Parigi”. Da oggi per me queste due cose un po’ coincideranno. Parigi, a suo modo, sarà per sempre anche un po’ casa. Grazie per ciò che ho avuto la possibilità di vivere. Grazie per l’accoglienza, le emozioni e le fatiche vissute assieme. Uno vicino all’altro. Compagni di lavoro, di squadra e di viaggio. 12 mesi fa sono arrivato pieno di entusiasmo, accolto dall’incredibile calore dei tifosi. Mi avete commosso. Grazie ancora con tutto il cuore. Riparto più ricco e soddisfatto di un’esperienza che mi ha certamente migliorato e fatto crescere ulteriormente. Oggi si conclude questa mia avventura fuori dall’Italia: il @psg mi ha proposto un rinnovo di contratto che non mi sono sentito di accettare spinto dal desiderio di prepararmi a nuove esperienze umane e nuove sfide professionali. Ringrazio il Presidente Nasser, i dirigenti e tutti i miei compagni di squadra che mi hanno regalato tanti giorni di spensierata giovinezza. Vi auguro il meglio convinto che continuerete a scrivere insieme le pagine di questa importante storia. Allez Paris! Merci e bonne chance pour tout! 🇫🇷 Ernest Hemingway écrit qu’il n’y a que deux endroits au monde où l’on puisse vivre heureux : chez soi et à Paris. Depuis aujourd’hui, ça vaudra pour moi aussi. Paris, en quelque manière, sera toujours un peu chez moi. Merci pour tout ce que j’ai eu la possibilité de vivre. Merci pour l’accueil, les émotions et les fatigues éprouvées ensemble. L’un à côté de l’autre. Compagnons de travail, d’équipe et de voyage. Il y a 12 mois j’arrivais plein d’enthousiasme, accueilli par l’incroyable chaleur des supporters. C’était vraiment émouvant. Merci, encore une fois, de tout mon cœur. Je repars enrichi et satisfait par une expérience qui sans doute m’a amélioré et m’a fait croître. Aujourd’hui se termine mon aventure hors de l’Italie : le Paris Saint-Germain m’a proposé de renouveler mon contrat mais je ne me suis pas senti d’accepter, poussé par le désir d’affronter des nouvelles expériences…

Uma publicação compartilhada por Gianluigi Buffon (@gianluigibuffon) em

Confira a nota completa:

“Obrigado a todos por tudo o que tive a oportunidade de experimentar em Paris. Obrigado pelas emoções que compartilhamos juntos. Doze meses atrás, cheguei ao Paris Saint-Germain cheio de entusiasmo, acolhido pelo incrível calor dos fãs. Foi realmente emocionante. Obrigado, mais uma vez, do fundo do meu coração. Parto feliz por ter desfrutado dessa experiência que, sem dúvida, me ajudou a crescer. Hoje minha aventura fora da Itália chega ao fim. Gostaria de agradecer ao presidente Nasser Al-Khelaifi, a todo o clube e aos meus companheiros de equipe. Desejo-lhe tudo de bom, e estou convencido de que juntos você vão escrever as páginas de uma história maravilhosa. Ernest Hemingway escreveu que existem apenas dois lugares no mundo onde as pessoas podem viver felizes: em casa e em Paris. De hoje em diante, isso também se aplica a mim: Paris, de alguma forma, sempre será minha casa … Allez Paris! Obrigado e boa sorte com tudo!”