Futebol/Campeonato Brasileiro

Paraná lamenta derrota após segurar o Bahia até o final

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
14/10/2018 00:08:51

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Notícias, Paraná
Tricolor se armou na defesa, mas não aproveitou os contra-ataques (Felipe Oliveira/EC Bahia)

O Paraná Clube conseguiu segurar o Bahia diante de um Estádio Pituaçu lotado até o final do segundo tempo do confronto pelo Campeonato Brasileiro, mas nos minutos finais tomou dois gols e amargou mais uma derrota. O lateral Igor confirmou que o time tinha como objetivo se segurar na defesa e tentar matar em uma bola, mas não foi possível cumprir nenhuma das tarefas em campo.

“Viemos com uma proposta de jogo boa, mas a gente marca, marca, e uma hora os caras conseguem furar. Quando acerta, acerta todo mundo, quando erra, erra todo mundo”, afirmou o jogador, que isentou o setor ofensivo de culpa pelas raras chances criadas e desperdiçadas. “Quando o pessoal da frente marca, ganha todo mundo também”, acrescentou.

Bastante chateado na saída do gramado, Silvinho não escondeu a insatisfação com a postura do time e viu o filme da derrota no final, com lance de bola arada, se repetir na competição para o Tricolor. “A proposta era quando pegar a bola e sair no contra-ataque, mas não conseguimos. Tivemos a oportunidade de matar e não matamos. E na bola parada, eles fizeram e já aconteceu isso antes”, avaliou.

Já Renê Santos exaltou a disposição do time, e pediu cabeça erguida, mesmo com o time em situação muito delicada na classificação. “A gente tirou força de onde não tem. Conversamos no vestiário, fizemos reunião para tirar o Paraná dessa situação. E mostramos que temos condições. É continuar trabalhando. A coisa se complicou um pouco mais agora, mas não da para abaixar a cabeça”, concluiu.