Futebol/Bastidores

Seleção e projeto Palmeiras: os bastidores da renovação de Bruno Henrique

São Paulo , SP
17/06/2019 17:10:32

Em: Escolha do editor, Notícias, Palmeiras
Bruno Henrique renovou com o Palmeiras até 2023 (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Bruno Henrique chegou ao Palmeiras no meio de 2017 e, após passar alguns meses se readaptando ao futebol brasileiro, não só conquistou seu espaço entre os titulares como também se tornou um dos líderes do elenco e peça-chave na equipe de Luiz Felipe Scolari. Todo esse destaque fez com que o capitão do time campeão brasileiro no último ano entrasse na mira de clubes do exterior.

Um deles, o Tianjin Teda, comunicou a intenção de pagar a multa para levá-lo para a China, mas o volante decidiu que o melhor mesmo para sua trajetória no esporte seria seguir no clube alviverde. Em entrevista à OTB TV, canal de YouTube da empresa que cuida da carreira do atleta, Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, revelou detalhes das tratativas que culminaram na renovação do meia até o fim de 2023.

“Foi uma situação muito delicada, entendendo o momento do atleta, a oportunidade financeira, de mudança, de estar em outra cultura. Foi fundamental o desejo dele da permanência, respeito e o conhecimento do projeto do Palmeiras por parte do Bruno Paiva e do Marcelo (representantes do jogador), da OTB (empresa que cuida da carreira do meia). Porque isso teve que funcionar para que as coisas dessem certo”,

“O Palmeiras, como qualquer clube brasileiro, não poderia competir financeiramente com um projeto da China, mas existiam outros atrativos. E a gente conseguiu se entender para que hoje ele estivesse aqui conosco com um contrato importante para a pessoa Bruno e para a instituição Palmeiras”, completou.

Além do projeto alviverde, Bruno Henrique viu a permanência no futebol brasileiro como a chance de seguir com possibilidades de ser lembrado pela Seleção. Mesmo assim, Alexandre Mattos teve papel fundamental na negociação.

“Ele (Alexandre Mattos) fez um esforço financeiro muito grande, mas muito longe do que o Bruno teria (na China). A possibilidade do Bruno realizar o sonho de ir à Seleção Brasileira naquele mesmo Palmeiras que já era uma realidade quando ele veio e hoje mais ainda, e ele sendo o capitão… e o Alexandre, um cara vitorioso, que tinha acabado de renovar seu contrato, foi o que pesou para que o Bruno decidisse ficar no Palmeiras”, disse Bruno Paiva, um dos agentes do atleta.

“O sonho de todo jogador é ir para a Seleção Brasileira, é o auge. O ano passado foi bem bacana, a gente estava jogando Libertadores e Copa do Brasil. Não sei também se teria oportunidade de ir, mas pelo fato de estar sendo lembrado é uma coisa boa, que motiva. Um dos motivos da decisão de ter ficado também foi a Seleção Brasileira”, reforçou Bruno Henrique.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

 




×
Quer receber notícias do Palmeiras?