Futebol

Palmeiras se aproxima de acordo com a Globo; veja os termos

Bruno Calió - São Paulo , SP
21/04/2019 08:00:34

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, Palmeiras

O Palmeiras está próximo de um acerto com a Rede Globo para transmissão de suas partidas em TV aberta e no pay-per-view. Internamente no clube, o acordo costurado pelo presidente Maurício Galiotte é considerado um marco na história do Verdão, que antes se via preterido pela empresa carioca.

As duas partes se reúnem quase semanalmente. Ninguém está disposto a ceder em 100% suas demandas, mas a emissora já percebeu que não irá vencer o ‘cabo-de-guerra’ com o clube. A multa de 20% em cima dos valores a serem pagos pela Globo ao Verdão, imposta por conta da assinatura do Verdão com a Turner, já é uma das cartas fora do baralho.

Como e por quais motivos o Palmeiras bateu o pé ao negociar com a Globo

O valor das luvas pela assinatura do contrato, que será válido até 2024, não poderá ser idêntico ao de Flamengo e Corinthians, por força de contrato. O Alviverde, porém, pleiteia um acordo similar ao feito com a Turner, que desembolsou uma quantia ‘extra’ por amistosos, excursões e outros produtos para ‘justificar’ o valor superior, neste caso, em relação aos demais clubes que assinaram com o conglomerado americano.

A Globo reluta em aceitar a condição, que iria contra o acordo assinado com Flamengo e Corinthians. No entanto, o fato é que a diferença no valor a ser desembolsado pela empresa carioca ao Alviverde, em relação ao que é pago aos rivais paulista e carioca, será menor do que nunca.

Outros pontos seguem sendo discutidos. O Palmeiras quer ter exibidos na TV aberta o mesmo número de jogos do Corinthians. Em um passado recente, Timão e o São Paulo tinham quase o dobro de partidas transmitidas pela emissora em relação ao Porco, que está próximo de ter seu pedido atendido.

O pay-per-view é o último empecilho. A emissora argumenta que Flamengo e Corinthians devem receber mais por serem as maiores torcidas. No atual modelo, os dois clubes recebem 18,5% do orçamento da Globo destinado ao serviço por assinatura. O Palmeiras, obviamente, briga pelo mesmo.

O acordo está próximo de ser assinado, o que pode acontecer nos próximos dias. A Globo tem mais pressa para fechar o acordo do pay-per-view, que, sem o Palmeiras – Athletico também não assinou ainda – deixaria de transmitir todos os jogos do Campeonato Brasileiro pela primeira vez desde 1997. O Verdão não tem pressa e bate o pé: veja como e por quais motivos.




×
Quer receber notícias do Palmeiras?