Palmeiras bate Sport e garante vaga na fase de grupos da Libertadores

Bruno Ceccon - São Paulo,SP

16-11-2017 21:52:37


O Palmeiras garantiu presença na fase de grupos da edição de 2018 da Copa Libertadores na noite desta quinta-feira. No Estádio Palestra Itália, após um primeiro tempo de pouca inspiração, o time alviverde contou com dois gols de Deyverson para ganhar do ameaçado Sport por 5 a 1, pelo Campeonato Brasileiro.

A três rodadas do final, o time alviverde é o terceiro colocado com 61 pontos e já assegurou, pelo menos, um lugar no G4, uma vez que Botafogo, Flamengo e Vasco não ganharam na rodada. O Sport, com apenas 36 pontos, figura na antepenúltima posição da tabela, à frente apenas de Avaí e Atlético-GO.

Pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Avaí, adversário seriamente ameaçado pelo rebaixamento, no Estádio da Ressacada. Já o Sport, às 17 horas de domingo, encara o Bahia, na Ilha do Retiro.

O Jogo – O Sport criou boas oportunidades durante o primeiro tempo e deu trabalho ao goleiro Fernando Prass. Na melhor chance, Raul Prata recebeu pela direita e cruzou. A bola desviou e foi no rumo do gol, mas o experiente arqueiro conseguiu salvar.

Diego Souza, de volta da Seleção Brasileira, assustou em cobrança de falta, defendida por Prass, e também cabeceou uma bola perigosa para fora. O goleiro palmeirense ainda espalmou chute forte de Raul Prata em jogada de contra-ataque pela direita.

O Palmeiras, com dificuldades na criação, levou algum perigo no momento em que Jean cruzou da direita, Deyverson desviou de cabeça e a bola sobrou para Keno, mas o atacante bateu em cima da marcação. Insatisfeita, a torcida vaiou o time mandante na saída para o intervalo.

Após tomar um susto logo no começo do segundo tempo em chance desperdiçada por Marquinhos, o Palmeiras inaugurou o marcador aos 11 minutos. Dudu desceu pela direita e cruzou para Deyverson completar na primeira trave – criticado pela torcida por perder oportunidade incrível pouco antes, o centroavante não comemorou.

O Palmeiras soube como aproveitar o momento favorável e aumentou a vantagem sete minutos depois. Após cobrança de escanteio de Dudu pelo lado esquerdo, o zagueiro Luan usou a cabeça para marcar o primeiro gol de sua carreira com a camisa do Palmeiras.

O time alviverde ampliou o marcador aos 33 minutos do segundo tempo. Após receber passe de Keno, Deyverson finalizou com precisão diante do goleiro Magrão e, desta vez, comemorou timidamente. Com a vitória assegurada, a torcida local pediu ironicamente a entrada de Wesley, reserva do Sport.

O time visitante marcou seu único gol no Palestra Itália aos 37 minutos da etapa complementar. A bola atravessou de um lado para o outro da defesa palmeirense e terminou com Rogério, que cruzou para cabeçada certeira de Diego Souza. O Sport correu para recomeçar o jogo, mas ainda sofreu mais dois gols.

Aos 44 minutos, Dudu recebeu de Tchê Tchê, carregou pelo meio e finalizou no canto esquerdo de Magrão. Dois minutos depois, Keno recebeu de Willian pela esquerda e tocou na saída do goleiro adversário. Nos instantes finais, o Sport ouviu gritos de "Segunda Divisão" da torcida rival no Palestra Itália.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 5 x 1 SPORT

Data: 16 de novembro de 2017, quinta-feira
Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo-SP
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum
Público: 18.744 pagantes
Renda: R$ 935.034,56
Cartões amarelos: Diego Souza, Anselmo (SPO)
Gols:
PALMEIRAS: Deyverson, aos 11 e aos 33 minutos do 2º Tempo, Luan, aos 18 minutos do 2º Tempo, Dudu, aos 44 minutos do 2º Tempo, e Keno, aos 46 minutos do 2º Tempo
SPORT: Diego Souza, aos 37 minutos do 2º Tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena (Antônio Carlos), Luan e Michel Bastos; Felipe Melo (Thiago Santos), Tchê Tchê e Moisés (Willian); Keno, Dudu e Deyverson
Técnico: Alberto Valentim

SPORT: Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Mena (Índio); Marquinhos (Rogério), Diego Souza e André
Técnico: Daniel Paulista

Deixe seu comentário