Palmeiras divulga nota se posicionando sobre torcida única contra o Fla

São Paulo, SP

30-11-2019 15:37:57

O Palmeiras divulgou uma nota oficial neste sábado se posicionando sobre a imposição da torcida única no duelo com o Flamengo, medida tomada pela Polícia Militar e Ministério Público de São Paulo. A partida acontece neste domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque.

Preocupadas com o clima de rivalidade cultivado recentemente entre palmeirenses e flamenguistas, as autoridades decidiram aderir ao mesmo esquema de segurança que já existe em dias de clássico na capital paulista – apenas a torcida mandante comparece ao estádio.


“A torcida é parte fundamental do espetáculo e, na visão do Palmeiras, qualquer partida deve ter a participação de todos. No entanto, a segurança é um bem maior a ser preservado, e a Polícia Militar e o Ministério Público são as autoridades competentes para avaliar as condições de segurança de um evento, até porque são agentes ativos no processo”, escreveu o Palmeiras.

A decisão da PM e MP-SP ganhou força por conta da provocação ao Palmeiras encabeçada por Gabigol após o Flamengo se sagrar bicampeão da Libertadores, em Lima, no Peru. Durante as comemorações, o atacante rubro-negro entoou o seguinte cântico: “O Palmeiras não tem Mundial, não tem Copinha, não tem Mundial’.

No ano passado, quando o Palmeiras conquistou o Campeonato Brasileiro, um vídeo do elenco alviverde no aeroporto, em frente à uma loja do Flamengo, provocando o clube carioca, também repercutiu nas redes sociais.

Confira na íntegra a nota oficial divulgada pelo Palmeiras:

A torcida é parte fundamental do espetáculo e, na visão do Palmeiras, qualquer partida deve ter a participação de todos.

No entanto, a segurança é um bem maior a ser preservado, e a Polícia Militar e o Ministério Público são as autoridades competentes para avaliar as condições de segurança de um evento, até porque são agentes ativos no processo.

O Palmeiras não tem elementos técnicos para avaliar ou julgar as medidas de segurança recomendadas pela Polícia Militar ou Ministério Público e irá respeitar as orientações das autoridades competentes e da CBF.

O Palmeiras lamenta profundamente que ainda tenhamos esse tipo de situação no futebol brasileiro, mas não é agente de segurança pública e não possui ingerência para posicionamento contrário.

 

De toda forma, o Palmeiras roga para que tenhamos um grande evento esportivo sem maiores intercorrências neste fim de semana, e desde já propõe que autoridades e entidades esportivas, de prática e de administração, se unam para buscar uma solução definitiva e satisfatória para o problema da segurança, que não passe por restringir os direitos de torcedores.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?