Futebol/Campeonato Brasileiro

Luxemburgo aconselha Mano e defende Mattos no Palmeiras

Tiago Salazar - São Paulo , SP
05/09/2019 18:18:18 — 05/09/2019 19:16:03

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Notícias, Palmeiras, Vasco

Recém-anunciado como novo comandante do Palmeiras, Mano Menezes já está sofrendo aversão por parte da torcida. Bicampeão do Brasileirão como técnico do Alviverde, Vanderlei Luxemburgo, hoje à frente do Vasco, falou a respeito dos protestos e o momento conturbado vivido pelo clube paulista.

“O Mano precisa ganhar na estreia para espantar isso. O futebol brasileiro está muito complicado. Na minha opinião, é normal os torcedores criticarem jogadores, comissão técnica e dirigentes. O problema é que as coisas estão saindo do controle. Ninguém tem o direito de ameaçar a vida de outra pessoa. Isso é extrapolar”, contou, em rápida entrevista antes de palestrar na Brasil Futebol Expo, em São Paulo.

Atualmente, Vanderlei Luxemburgo é técnico do Vasco (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

A torcida Mancha Alvi Verde também foi ao centro de treinamento nessa quinta para exigir a saída do diretor executivo do clube.

“Entendemos que o mal se mata arrancando a raiz. Não iremos parar até a raiz Alexandre Mattos sair”, escreveu a organizada em seus perfis oficiais nas redes sociais.

“Ele (Alexandre Mattos) é só o diretor executivo. Quando você está em um cargo como esse, é normal que algumas contratações deem certo e outras errado”, minimizou o treinador do Vasco.

Criticado na sua chegada ao Fluminense, em 2013, por ser um torcedor assumido do Flamengo, Vanderlei comparou essa situação com a agora vivenciada por Mano Menezes, que já comandou o Corinthians em duas ocasiões.

“O presidente do Fluminense não me queria. Na minha apresentação, eu confirmei que torcia para o Flamengo e isso causou desconforto. O que é um absurdo, pois eu sou, acima de tudo, um profissional sério. Atualmente, me dedico única e exclusivamente ao Vasco”, finalizou.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com


Veja também



  • Jonas

    Sou corintiano, mas vou dar meu pitaco. Luxemburgo é da mesma corja do Alexandre Mattos, tenho ressalvas contra esses diretores de futebol que são responsáveis pelas contratações, pois algumas são inexplicáveis, claro que rola uma grana por fora.
    Exemplos são presidentes que não são remunerados mensalmente por clubes. Claro que esses caras tiram muita grana por fora. Acredito que o único dos chamados grandes de SP que não tirou foi Paulo Nobre, pois esse injetou muita grana no time deles, o resto nenhum presta.

×
Quer receber notícias do Palmeiras?