Jogo entre Atlético-MG e Palmeiras em BH tem confusão e expulsão de Paulinho após o apito final - Gazeta Esportiva
Jogo entre Atlético-MG e Palmeiras em BH tem confusão e expulsão de Paulinho após o apito final

Jogo entre Atlético-MG e Palmeiras em BH tem confusão e expulsão de Paulinho após o apito final

Gazeta Esportiva

Por Redação

17/06/2024 às 23:57 • Atualizado: 18/06/2024 às 02:00

São Paulo, SP

O clima após a vitória do Palmeiras por 4 a 0 sobre o Atlético-MG não foi nada amistoso. Depois do apito final, o atacante Paulinho, do Atlético-MG, foi para um confronto com o lateral direito do Palmeiras, Marcos Rocha, reclamando de uma cotovelada que aconteceu pouco antes do fim do jogo.

Aos 51 minutos do segundo tempo, Paulinho tentava uma jogada no ataque e estava marcado pelo capitão palmeirense, que deixou o braço e derrubou o camisa 10 do Galo. Irritado com a situação, o atacante do time mineiro foi tirar satisfação com Rocha, que não revidou. Outro lateral do Verdão, Mayke, que estava próximo do camisa 2 do Alviverde, tentou tirar Paulinho dali.

O técnico do Verdão, Abel Ferreira, também estava próximo da "briga" e tentou falar com Paulinho, que seguiu irritado. O árbitro Rodrigo José Pereira de Lima (Fifa/PE), então, deu cartão vermelho para o camisa 10 do Atlético-MG, que virou mais uma baixa. Na súmula, Rodrigo explicou a expulsão.

"Após o término da partida, estando ainda dentro do campo de jogo, expulsei com a aplicação do cartão vermelho direto o sr. Paulo Henrique Sampaio Filho, n° 10 da equipe Atlético Mineiro SAF, por ter puxado seu adversário pelo ombro de maneira ríspida e ter desferido um chute no braço do atleta sr. Marcos Luis Rocha Aquino da equipe Palmeiras. depois desse ocorrido vários atletas e seguranças de ambas as equipes se envolveram em um tumulto generalizado, chegando a caírem agarrados com o atleta expulso ao solo, mas sem outras agressões", registrou no documento.




A relação do time mineiro com a arbitragem já não estava amistosa desde os 30 minutos do primeiro tempo. Hulk recebeu dois cartões amarelos em sequência e foi mais cedo para o vestiário. Dessa forma, o Atlético-MG ficou com um a menos desde então, até o fim do jogo.

O resultado acabou com a invencibilidade do time de Gabriel Milito na competição, enquanto o Verdão somou sua terceira vitória consecutiva. O triunfo deixa o Alviverde com 17 pontos, na quinta posição, colado no G4 da tabela do Brasileirão.

O Atlético-MG, portanto, não contará com Hulk e Paulinho para o jogo contra o Vitória, na próxima quinta-feira, pela décima rodada do Brasileiro, às 18h30, no Barradão, em Salvador. Já o Palmeiras tem seu próximo compromisso contra o Red Bull Bragantino, no Allianz Parque, no mesmo dia, às 21h30.


Conteúdo Patrocinado