Felipão admite que chamou Palmeiras para sair de campo e detona VAR

São Paulo, SP

07-04-2019 20:13:25

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O Palmeiras teve um gol anulado pelo VAR na parte final do clássico com o São Paulo nesse domingo. Deyverson estava impedido no lance que poderia ter dado a vitória ao Verdão no tempo regulamentar.

Depois de aproximadamente quatro minutos, a arbitragem decidiu por invalidar a jogada, o que gerou muita revolta do técnico Luis Felipe Scolari.

Após a eliminação do Palmeiras nos pênaltis, Felipão concedeu entrevista coletiva e admitiu que chegou a chamar seus jogadores a deixarem o ramado. “Sim. Teve, sim”, afirmou. “(Chamei) para sentar ali comigo, para a gente conversar. Se não querem...”, completou.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Apesar do comandante alviverde não ter citado, o São Paulo, ainda no início da etapa final, também teve um gol bem anulado graças a atuação do VAR. Mas, para Felipão, a revolta maior se dá pelo pênalti em Dudu cancelado no jogo de ida, no Morumbi, e pela suspensão de Moisés depois de um julgamento que teria acontecido com irregularidades em sua votação.

“Hoje o lance, depois que foi mostrado para todo mundo, tinha um pé, se não me engano, do Deyverson. Muito bem. E o pênalti deu o que lá? E o pênalti lá, tinha o quê? E o julgamento do Moisés? A farsa que foi o julgamento. Vocês sabem como foi, vocês já pesquisaram, quem estava envolvido, como foi o voto dos quatro jogos? É uma vergonha”, disse.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Então, não adianta a gente ficar reclamando aqui, até porque a gente vai receber lenços do dirigente lá, porque ele disse que vai mandar lenço para a gente. Tem que mandar o que é correto”, continuou.

“O pênalti lá, se nós tivéssemos... O correto é o pênalti”.

Sobrou até para os auxiliares de campo, responsáveis pelas jogadas de lateral e linha de fundo.

“E também não sei mais para que precisa de bandeira hoje. Bandeira para quê? Então, não adianta nada. Agora vamos esperar, trabalhar, ver o que vamos fazer nessa semana e no futuro, pensarmos bastante, vamos ver até que ponto vamos ter de decidir algumas coisas aqui dentro e vamos esperar que a direção se manifeste”, concluiu o técnico.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?