Futebol/Campeonato Paulista

Em fácil estreia, torcida do Palmeiras lembra Derby e grita “é dia 8”

William Correia - São Paulo , SP - Brasil
31/01/2015 21:20:00

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Palmeiras

Durante quase todo o segundo tempo da fácil vitória por 3 a 1 sobre o Grêmio Osasco Audax, o Palmeiras sentiu no Palestra Itália a importância do Derby. Boa parte da torcida ficou gritando “é dia 8”, em clara alusão ao clássico diante do Corinthians, novamente no estádio do Verdão.

Todos os jogadores destacam a beleza da reformada casa alviverde, e alguns usaram os gritos de cobrança pelo Derby para imaginar como ficará o local em seu primeiro clássico após ficar em obras entre julho de 2010 e novembro de 2014. “Essa arena, pelo que vimos na estreia do Paulista e nos amistosos, vai ficar uma loucura”, comentou o experiente Zé Roberto.

Mas, em meio à ansiedade da torcida, o trabalho é não se esquecer que há outro compromisso antes. Também no Palestra Itália, o Palmeiras encara a Ponte Preta, às 19h30 de quinta-feira, e todos parece estar cientes de que a pressão não pode aumentar com um tropeço no meio da semana.

Torcedores fizeram questão de lembrar do primeiro clássico no estádio depois de quatro anos de reforma
Torcedores fizeram questão de lembrar do primeiro clássico no estádio depois de quatro anos de reforma – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
“O futebol se estabelece por esses confrontos, pela ansiedade que passa. Em primeiro lugar não quero conter a euforia. Quero transformar essa euforia em energia para a equipe, e vamos precisar muito. Mas vamos trabalhar primeiro pensando na Ponte Preta, porque é o adversário imediato. Quero que a torcida nos ajude, transforme essa euforia em energia para que a equipe consiga superar outros obstáculos também”, indicou Oswaldo de Oliveira.

“No dia 8 teremos um clássico tão esperado não só pela torcida quanto pelos jogadores. Mas estamos focados, primeiro, na Ponte Preta, equipe que fez uma grande temporada no ano passado, subindo para a primeira divisão do Brasileiro. Vamos ficar ligados primeiro na Ponte para, depois, pensar no clássico”, completou o volante Gabriel.