Duelo entre Palmeiras e Grêmio teve briga e goleada na Libertadores 1995

Bruno Ceccon - São Paulo,SP

26-02-2021 10:00:11


Palmeiras e Grêmio decidem o título da Copa do Brasil a partir deste domingo em um confronto marcado por muita história e rivalidade. Na edição de 1995 da Libertadores, na fase quartas de final, os dois clubes travaram um duelo com brigas, expulsões e goleadas.

Na primeira partida, disputada no antigo Estádio Olímpico, Rivaldo, Valber e Dinho foram expulsos por um confuso Cláudio Vinícius Cerdeira ainda no primeiro tempo – já fora do campo, os dois últimos partiram para a briga. Com um a mais, o Grêmio massacrou por 5 a 0, três de Jardel.

No velho Palestra Itália, diante de apenas 7 mil pagantes, o mesmo Jardel abriu o placar do segundo jogo. O Palmeiras igualou com Cafu, Amaral marcou seu primeiro gol como profissional e Paulo Isidoro ampliou. Mancuso e Cafu fecharam o triunfo por 5 a 1, insuficiente para impedir a queda, mas digno de orgulhar a torcida.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Palmeiras ganha moral”, manchetou o jornal A Gazeta Esportiva em sua edição de 3 de agosto de 1995. “Para os torcedores palmeirenses, valeu o espírito de luta mostrado na goleada. A equipe gaúcha entrou em campo apenas para se defender e quase pagou cargo por sua covardia”, descreveu o periódico.

Após o duelo contra o Grêmio, o Palmeiras entraria em campo para decidir o Campeonato Paulista contra o Corinthians. “Saímos da Libertadores de cabeça erguida e mostramos que temos condições de impor nosso futebol em qualquer circunstância. A torcida nos aplaudiu, mesmo com a desclassificação”, disse o capitão Antônio Carlos.

Campeão estadual nas temporadas de 1993 e 1994, o Palmeiras buscava o tri. Em Ribeirão Preto, o time então comandado por Carlos Alberto Silva acabou derrotado na prorrogação pelo arquirrival Corinthians, que triunfo com um gol marcado por Elivelton.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?