Gazeta Esportiva

Dudu divide pressão e lembra Messi para minimizar pênalti perdido

William Correia - São Paulo,SP

26/02/15 | 16:24

Ao escolher o Palmeiras após negociar com São Paulo e Corinthians, Dudu estava ciente da pressão que receberia e, no domingo, o atacante, reforço mais caro do clube neste ano, perdeu pênalti na vitória sobre o Penapolense. O jogador, porém, trabalha para minimizar as cobranças e usa até Messi como argumento.

Ao escolher o Palmeiras após negociar com São Paulo e Corinthians, Dudu estava ciente da pressão que receberia e, no domingo, o atacante, reforço mais caro do clube neste ano, perdeu pênalti na vitória sobre o Penapolense. O jogador, porém, trabalha para minimizar as cobranças e usa até Messi como argumento.

“Não tem nem dois jogos que estou sem fazer gol. Eu tinha feito gol no jogo anterior e, no último, errei pênalti e tive outro anulado. Mas, anteontem, um dos melhores do mundo errou pênalti também. Faz parte”, disse o camisa 7, lembrando o argentino do Barcelona que desperdiçou não só a cobrança, mas o rebote diante do Manchester City nessa terça-feira, pela Liga dos Campeões da Europa.

Em Penápolis, Dudu, além do pênalti cobrado no travessão, viu um chute seu em direção ao gol desviar no impedido Cristaldo e ser invalidado. Mas o atacante balançou as redes para garantir a vitória por 1 a 0 sobre o São Bento, em Sorocaba, na rodada anterior, e não se sente tão pressionado, mesmo com um gol em seis jogos.

Atacante perdeu pênalti em Penápolis dois dias antes do craque do Barcelona cometer erro similar na Champions
Atacante perdeu pênalti em Penápolis dois dias antes do craque do Barcelona cometer erro similar na Champions - Credito: Sergio Barzaghi/Gazeta Press
“Não preciso fazer tanto gol quanto o Cristaldo porque tenho a responsabilidade de voltar para compor e ajudar na marcação, mas atacante vive disso. Espero aprimorar para fazer gol e ajudar a equipe, vou trabalhar para ter oportunidade nos próximos jogos”, comentou, dividindo as cobranças sobre ele.

“Só de estar jogando no Palmeiras, já gera pressão, ainda mais pelo clube não ter feito um bom ano na temporada passada e grandes contratações para este ano. A pressão não é só em mim, mas em todos os jogadores para fazer uma grande temporada, começando pelo Paulista e, daqui a pouco, na Copa do Brasil. É o que esperamos fazer”, simplificou Dudu.

Deixe seu comentário