Cuca esbraveja contra rótulo de ‘Cucabol’ e defende laterais na área

Tiago Salazar - São Paulo,SP

24-09-2016 20:04:11

O técnico Cuca demorou para deixar o vestiário depois da vitória do Palmeiras sobre o Coritiba, na tarde deste sábado, no Palestra Itália. O treinador explicou que tem sofrido com a gripe e precisou ser medicado antes de atender aos jornalistas. Mas, logo em uma de suas primeiras respostas, o comandante não conseguiu segurar a irritação e desabafou, sem citar nomes, contra um comentarista que qualificou o estilo de jogo do Verdão como “Cucabol” devido aos 19 gols oriundos de bolas aéreas dos 47 que a equipe marcou no Campeonato Brasileiro. Muitos deles, após cobranças de laterais.

“A gente criou essa jogada de lateral na área, primeiro, porque as dimensões do campo diminuíram, segundo, porque temos bons batedores de lateral e bons componentes aéreos. Algumas pessoas se incomodam com isso. Ai vem com essa de “Cucabol”. As pessoas tinham que ter um pouco mais de repeito com a gente, olhar para trás. Não tinha lateral na área, mas se tornou importante, porque todo mundo faz”, justificou Cuca, sem pudor em atacar o jornalista em questão e lembrando a época em que o São Paulo conquistou o Tri-Brasileiro, entre 2006 e 2008, sofrendo as mesmas críticas.

“É como falavam “Muricybol”. Ele (jornalista) é tão profissional quanto nós. De repente está puxando para o lado pessoal. Como o jogo foi tão feio na Arena Corinthians? Vai ver porque ele não deve ter ido. Uma partida quase perfeita do Palmeiras. Talvez não fosse o resultado do gosto dele. Mas, vai passar em branco. Importante é que o Palmeiras ganhou, para gosto de uns e não gosto de outros”, continuou Cuca, insinuante.

“O time que tem o melhor ataque, a melhor defesa...Então, vocês são os diferentes (jornalistas). Me desculpe, não sou de falar isso, mas viram outro jogo, porque a gente está em primeiro lugar e quer achar problema? Espera um pouco. Mas, vamos deixar para lá, cuidar da nossa vida, fazer o feijãozinho com arroz, que é o que mais importa”, completou o técnico, encerrando a questão depois de usar os repórteres presentes no Palestra Itália para mandar seu recado.

Vale destacar que neste sábado, o primeiro gol do Palmeiras surgiu de uma cobrança de falta na área, que culminou com o gol de cabeça de Leandro Pereira. O segundo, porém, tinha tudo para ter mais uma bola levantada na área, mas a equipe alviverde surpreendeu o Coxa com uma linda jogada ensaiada de cinco toques rasteiros para marcar.

Deixe seu comentário



×
Quer receber notícias do Palmeiras?