Futebol/Campeonato Paulista

Borja se vê diferente de Gabriel Jesus e já fala em nova dancinha com Mina

São Paulo , SP
25/02/2017 15:48:36 — 25/02/2017 16:45:54

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Palmeiras

Contratado para ser o substituto de Gabriel Jesus, que se transferiu para o Manchester City após conquistar o Campeonato Brasileiro, Borja esclareceu em sua apresentação no Palmeiras, na manhã deste sábado, que suas características são diferentes das do camisa 9 da Seleção Brasileira.

“Jesus é um grande jogador e por isso está no City. Penso que somos jogadores totalmente diferentes. Me trouxeram para marcar gols e é o que vou fazer. Vou treinar para fazer gol em cada partida e ajudar o Palmeiras. Espero que ele consiga ir bem no City”, declarou.

Leia mais:

Borja é a contratação mais cara da história do Palmeiras (Foto: Djalma Vassão/GazetaPress)
Borja é a contratação mais cara da história do Palmeiras (Foto: Djalma Vassão/GazetaPress)

Borja, que será o sétimo colombiano a defender as cores do Verdão, também falou da ligação do clube com jogadores do país e comentou sobre uma possível comemoração com o zagueiro Mina, que é conhecido por dançar após balançar as redes.

“Por aqui, passaram jogadores de muito peso do futebol colombiano. É algo muito importante para mim. Todos que vieram aqui, Asprilla, Armero, agora o Mina, demonstraram suas condições. Jogadores colombianos trabalham com responsabilidade e sacrifício. O que Mina está fazendo é algo fundamental, nos enche de orgulho para estar aqui”, comentou centroavante de 25 anos. “Estamos preparando uma (dança) diferente. Ele já fez muitas vezes, porque fez vários gols. Estamos preparando uma nova dança “.

Na conversa de aproximadamente 30 minutos com os jornalistas, o atleta colombiano revelou um pouco dos bastidores da negociação, voltou a falar sobre o seu interesse de vir para o Brasil e citou a proposta que recebeu da China.

“A verdade é que eu tive um ano muito bom no Nacional e que foi algo importante. Quando existiu a possibilidade e o interesse do Palmeiras, me interessou muito pelo tamanho da equipe, por ser o maior campeão do país, pela estrutura que tem. Quando se começou a negociar, sempre estive à disposição dos diretores do Nacional e do Palmeiras. Eu facilitei as coisas”, declarou o atacante alviverde, que completou.

“Por meio do presidente do Nacional soube (da proposta) e pelo (Alexandre) Matos. Mina me escrevia todos os dias e pedia para eu vir para cá. Isso influenciou muito. Eu tinha outras opções, como ir para a China. Era uma oferta muito grande, mas esse não era o projeto que eu tinha. Sobre a recepção no aeroporto foi muito legal. Fico muito contente e vejo que tenho apoio”, encerrou.




  • Miguel

    o Borja fará historia no PALMEIRAS.

  • Mataporco

    Sugestão da musiquinha para a dancinha: ial, ial, ial ( refrão) o Parmera não tem Mundial ( três vezes), no som de samba no pé…

×
Quer receber notícias do Palmeiras?