Abel revela exigência de Borja por Libertadores e explica “não” a colombiano

São Paulo, SP

17/03/21 | 19:05 - 17/03/21 | 20:41

Emprestado ao Junior Barranquilla até o final do ano passado, Miguel Borja conversou com Abel Ferreira sobre a possibilidade de retornar ao Palmeiras. De acordo com o treinador, o centroavante condicionou a volta à possibilidade de disputar a Copa Libertadores e teve seu pedido recusado – assim, acabou cedido novamente ao time colombiano.

“O Borja foi convidado a estar conosco. Eu queria vê-lo em janeiro. Falei com ele pessoalmente e gostei muito da conversa que tivemos. Um jogador que custou esse dinheiro, tem que ter alguma coisa. Sei que foi muito criticado pelos torcedores”, iniciou Abel Ferreira em entrevista à TNT Sports nesta segunda-feira.

“Ah, professor. Eu gostaria de ir e gostaria de jogar a Libertadores”, disse o técnico, reproduzindo palavras de Borja em diálogo pelo telefone. Ao contar a conversa com o centroavante colombiano, Abel Ferreira fez uma careta no final da frase e explicou como recusou o pedido.

“Esses que estão aqui comigo, trabalhando o ano inteiro, ganharam a classificação à Libertadores. Você vai chegar dois dias antes, eu vou ter que te inscrever e deixar um dos meus fora para você jogar. Não. Eu gostaria de te ver, entender como você é como pessoa, como jogador”, explicou o técnico.

O Palmeiras teve a chance de fazer três trocas para a semifinal da Copa Libertadores e, mediante liberação da Fifa, Miguel Borja poderia ser um dos nomes. Sem entendimento com o treinador, o centroavante acabou emprestado novamente ao Junior Barranquilla, desta vez até 30 de junho.

“Naquela perspectiva de vir só se jogar a Libertadores, disse que não. Vou acreditar naqueles que me trouxeram até aqui, mesmo sabendo que o Luiz Adriano poderia se lesionar e eu ficar sem ninguém”, disse Abel. “Vamos ver o futuro e está tudo em aberto. Ele é jogador do Palmeiras”, completou, sem fechar portas.


Deixe seu comentário