Abel ataca calendário e manda recado para Renato Gaúcho ao falar sobre jornalistas

Pedro Nascimento - São Paulo,SP

13-10-2021 00:24:15

Nesta terça-feira, o Palmeiras ficou no empate por 0 a 0 com o Bahia, na Fonte Nova, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a partida, Abel Ferreira lembrou que o Verdão teve uma extensa lista de desfalques para a partida desta noite, destacando a importância de deixar o campo sem ser vazado, o que não havia acontecido nos cinco últimos jogos.

"Foi um jogo difícil para nós, com um primeiro tempo muito equilibrado e, na minha opinião, a melhor oportunidade foi do Palmeiras. É um ponto positivo, não sofrer gols dá sempre confiança para a equipe, procuramos isso há um tempo. Volto a dizer: quando temos todo o elenco disponível, somos uma equipe fortíssima e competitiva. Os rapazes hoje não têm o maior entrosamento possível, mas se resolveram bem, com grande espírito de sacrifício", disse o técnico.

Na sequência, Abel lamentou a perda de Gabriel Menino e Kuscevic, que foram substituídos com dores e serão avaliados no retorno ao São Paulo. O treinador aproveitou para criticar o calendário brasileiro.

"Tivemos mais duas lesões. É insana a quantidade de jogos, mas vamos ver como chegamos ao final do campeonato com a quantidade de jogos que temos", afirmou Abel, que completou: "É desumano o que fazem com os jogadores aqui, e eu tenho que os defender. Ficamos sem mais dois jogadores Já temos poucos, ficamos sem mais dois".


Por fim, Abel foi perguntado sobre os pontos positivos que enxerga no Palmeiras nos últimos jogos e se ainda conseguiria fazer com que o time voltasse a atuar da forma como já mostrou que pode sob o seu comando. O treinador aproveitou para mandar um recado para Renato Gaúcho, técnico do Flamengo, que enfrentará o Verdão na final da Libertadores.

"Eu não queria terminar essa entrevista sem mandar um abraço ao meu amigo Renato Gaúcho. Eu vi a última coletiva dele, porque gosto dele, acho um dos melhores treinadores brasileiros. Quando ele for falar os nomes dos jornalistas, me ligue para que eu dê mais quatro nomes, porque temos que fazer jornalismo sério e verdadeiro. Seja para criticar, mas dizer a verdade. Nós vivemos nossa vida com a verdade. Portanto, Renato, depois nos falamos. Dentro de campo, discutimos e lutamos pela vitória de nossas equipes, mas tenho mais quatro nomes para te dar, para que você possa falar mais quatro", finalizou.

Após a vitória do Flamengo sobre o Fortaleza, no último sábado, Renato teceu duras críticas a profissionais da imprensa que cobrem o clube.

“O mais importante são os jornalistas. Hoje não vou dar nome, mas os que começam a colocar dúvidas sobre A, B ou C aqui dentro e não passam as informações corretas. Hoje eu não vou dar nome, mas me desculpe alguns, estou até colocando no plural. Na próxima, vou dar nome. Jornalistas precisam ser responsáveis. Os torcedores precisam ficar de olho nos jornalistas que estão mentindo”, disse o treinador do Flamengo.

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 40 pontos, na quarta colocação. O próximo jogo do time é contra o Internacional, no domingo, às 16h, no Allianz Parque.

Deixe seu comentário