Maldini recusa convite de chineses para ser diretor do Milan

São Paulo, SP

11-10-2016 18:09:20

Ídolo do Milan, Paolo Maldini não será diretor técnico da equipe rossonera. O ex-zagueiro recusou convite feito pelo grupo chinês que adquiriu o clube no meio do ano por meio de um longo pronunciamento postado em sua conta no Facebook.

Maldini alegou que não há “promessa de um time vencedor” por parte dos chineses. “Meus valores e minha independência de pensamento serão para mim sempre mais importantes que qualquer emprego”, disse o ex-jogador italiano, campeão mundial em 2006.

O ídolo rossonero explicou as causas da recusa lembrando Adriano Galliani, que foi vice-presidente milanista entre 1986 e 2013. Maldini disse que não gostaria de ser um “novo Galliani”, sem autonomia para tomar e influenciar nas decisões, sendo visto como um simples “embaixador”.

O Milan foi adquirido a um fundo de investidores chineses em um negócio estimado em 400 milhões de euros (R$ 1,46 bilhão). O time, que era chefiado por Silvio Berlusconi, vive uma das maiores crises da sua história, sem conquistar títulos de expressão desde 2011.

Deixe seu comentário