Vice do Inter defende Brasileirão com 38 rodadas, mesmo que termine em 2021

São Paulo, SP

29-03-2020 18:26:15

Em meio a pandemia do coronavírus e com os campeonatos de futebol paralisados, diversas hipóteses de como adequar o calendário esportivo nacional estão surgindo. Para o vice-presidente do Internacional, João Patrício, o Campeonato Brasileiro deve permanecer com as suas 38 rodadas, mesmo que para isso seja necessário invadir o ano de 2021.

"Não tenho nenhuma dúvida de que temos que jogar as 38 datas. Acho importante, pois é um compromisso firmado já com os patrocinadores e com a televisão. Claro que, para isso, enfrentaremos um sacrifício maior. Mas acho que o Inter e os demais clubes não vão abrir mão dessas receitas, que são importantes. Se o Brasileirão tiver que avançar até o Natal ou o Ano-Novo, eu acho que tem que avançar", afirmou em entrevista à Rádio Gaúcha.

Entretanto, o Inter ainda não manifestou uma posição oficial junto à CBF sobre o tema, mas o dirigente acredita que mais clubes vão aderir a ideia e eliminar uma possível redução de datas.

João Patrício adotou o mesmo discurso ao comentar sobre o Campeonato Gaúcho. Para ele, é fundamental que a edição deste ano, interrompida por tempo indeterminado, continue até que se estabeleça um campeão e os rebaixados para que as próximas continuem a existir.

"O Inter tem o maior interesse em terminar o Gauchão. É uma questão de sobrevivência para a competição. Eu acho muito perigoso, em meio a essa instabilidade de datas, não terminá-lo. Correríamos o risco de, no ano que vem, não termos mais o Gauchão. Podemos até discutir a fórmula de disputa, mas jamais a ideia de não termos a competição", finalizou.

Deixe seu comentário