Futebol/Mercado

Primeiro reforço para 2015, lateral Léo celebra chance no Internacional

GazetaEsportiva.net - Porto Alegre, RS -
03/01/2015 22:31:00

Em: Campeonato Gaúcho, Campeonatos, Campeonatos Estaduais, Futebol, Internacional, Região Sul

O Internacional, enfim, acertou com seu primeiro reforço para a temporada de 2015. Trata-se do lateral-direito Léo, de 23 anos, que pertence ao Flamengo. O defensor desembarcará em Porto Alegre nesta terça-feira, onde realizará exames médicos e assinará o contrato de um ano, por empréstimo.

Se definindo como um jogador de apoio ao ataque, Léo celebrou a oportunidade de disputar a Copa Libertadores da América e atuar ao lado do argentino D’Alessandro, a quem não poupou elogios. Enquanto defendeu o Atlético-PR, em 2013, o defensor teve uma proposta colorada, mas preferiu seguir no Furacão.

“Sempre tive vontade de jogar no Inter, pela grandeza que o clube tem. Espero chegar em Porto Alegre e arrebentar, para dar muitas alegrias ao torcedor colorado. Em 2013, houve o interesse do Colorado, mas não deu. Agora, fico feliz por integrar um time forte, que vai brigar por títulos em todos os campeonatos”, destacou, em entrevista à Rádio Gaúcha.

O lateral-direito Léo, de 23 anos, teve uma passagem inconstante no Flamengo, por causa de lesões
O lateral-direito Léo, de 23 anos, teve uma passagem inconstante no Flamengo, por causa de lesões – Credito: Alexandre Vidal/Fla Imagem
Adiante, Léo lamentou as lesões, que o fizeram perder espaço no Flamengo, e garantiu estar recuperado para trilhar um caminho sólido na titularidade colorada: “No Atlético-PR, onde me destaquei, dificilmente me machucava. Porém, no Rubro-Negro, não fui muito feliz. Tive que fazer uma cirurgia no tornozelo e tive algumas lesões na coxa. Mas agora estou bem, graças a Deus, pronto para fazer um bom 2015, ajudando o Internacional a conquistar muitos títulos”.

Por fim, o lateral-direito aprovou a oportunidade de trabalhar com o uruguaio Diego Aguirre, o primeiro técnico estrangeiro em sua trajetória no futebol. “Será uma experiência nova para mim. Nunca trabalhei com algum professor de fora, mas tenho certeza que vou aprender muito”, projetou o atleta.