Inter sofre empate no fim e tropeça em casa na estreia de Guto Ferreira

São Paulo, SP

03-06-2017 20:54:13

O Internacional tinha tudo para vencer na estreia de Guto Ferreira à frente da equipe no lugar de Antonio Carlos Zago, demitido na semana passada. Depois do técnico mexer na equipe, o Colorado abriu o placar em cima do Juventude no estádio Beira-Rio com Nico López e teve a chance de liquidar o marcador com Carlos. Mas, a equipe da Serra Gaúcha não se entregou, empatou com Tiago Marques e só não virou porque Danilo Fernandes brilhou. No fim do clássico pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, 1 a 1 no placar e vaias da torcida local.

Com o resultado, o Juventude cai uma posição na tabela, mas segue no G4, na terceira colocação, com oito pontos, dois atrás do líder Paysandu. Já o Inter fica em 10º lugar, com apenas cinco pontos e vê a pressão aumentar a cada jogo.

Apesar do clima de clássico gaúcho, a partida começou, de certa forma, muito amistosa no Beira-Rio. Com muitos problemas técnicos dos dois lados, os goleiros foram meros espectadores nos primeiros minutos. Com muito perde e ganha no meio de campo, nas poucas vezes que as jogadas se aproximavam do gol, a finalização acabava sendo sempre muito longe da meta.

Inter e Juventude demoraram a engrenar no jogo e, quando isso aconteceu, quem soube se impor foi a equipe da Serra Gaúcha. Em dois lances no fim da primeira etapa o Juventude silenciou o estádio colorado. Primeiro Bruno Collaço cobrou falta no cantinho direito de Danilo, que espalmou e ainda viu a bola tocar na trave. Aos 43, Caprini ganhou a dividida com Danilo e bateu, mesmo sem ângulo, para o gol vazio. A bola ia entrando, mas Edenilson salvou em cima da linha.

Para o azar do Juventude, quando a equipe era melhor em campo, veio o intervalo. E Guto Ferreira soube aproveitar bem seus 15 minutos para reorganizar o Inter, que voltou sem Uendel e com Carlos no ataque. A estrela do técnico, então, brilhou logo a dois minutos da etapa final. Depois de muito bate-rebate dentro da área, a bola sobrou para Nico López, que bateu firme e estufou as redes, aliviando os colorados que já se mostravam aflitos nas arquibancadas.

Os visitantes sentiram o gol e o Inter, bem diferente da primeira etapa, assumiu o controle do jogo. Aos 21, Carlos teve uma chance incrível para ampliar, de frente para o gol, mas concluiu por cima de forma inacreditável.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

A falha custou caro ao Internacional. O Juventude reagiu e não empatou na sequência porque Danilo Fernandes fez duas lindas defesas em finalizações de Tiago Marques. De tanto insistir, o Verdão chegou ao empate aos 38, com ele: Tiago Marques.

E o empate ficou barato para o Inter, que se tornou uma equipe irreconhecível nos minutos finais. O Juventude aproveitou e partiu para cima. Não fosse Danilo Fernandes, a frustração do torcedor colorado seria ainda pior.

Agora, o Inter visita o Figueirense na próxima terça, em Florianópolis, às 20h30. No mesmo dia, mas às 19h15, o Juventude recebe o Criciúma na Serra Gaúcha.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 1 JUVENTUDE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 03 de junho de 2017, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
Cartões amarelos: INTER: Uendel, D’Alessandro, Edenilson. JUVENTUDE: Bruno Collaço, Tiago Marques, Leilson
Público: 18.626 total
Renda: R$ 396.893,00

GOLS:
INTER:
Nico López, aos 2 minutos do 2T.
JUVENTUDE: Tiago Marques, aos 38 minutos do 2T.

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Junio (Fabinho), Léo Ortiz, Victor Cuesta, Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenílson, Uendel (Carlos) e D’Alessandro; Nico López (Eduardo Sasha) e William Pottker.
Técnico: Guto Ferreira

JUVENTUDE: Matheus Cavichioli; Vinícius (Micael), Domingues, Ruan, Bruno Collaço; Fahel (Diego Felipe), Lucas, Juninho e Leílson; Caprini (Ramon) e Tiago Marques.
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Deixe seu comentário