Ídolo do Internacional, Caçapava morre aos 61 anos

Do correspondente Luis Felipe dos Santos - Porto Alegre,RS

27-06-2016 17:19:21

 

O ex-jogador colorado Luís Carlos Melo Lopes, conhecido como Caçapava, morreu na manhã desta segunda-feira, vítima de um infarto de miocárdio. Caçapava atuou pelo Internacional entre 1973 e 1979, participando das conquistas de quatro Campeonatos Gaúchos e dois Brasileiros, em 1975 e 1976.

O atleta era considerado pelos seus companheiros de clube como um dos maiores “protetores de defesa” da história do Inter. Ficou célebre pela marcação em Rivelino, na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1975, quando o Inter triunfou contra a chamada “Máquina Tricolor”.

Era saudado pelos grandes craques da história do clube, como Falcão, Valdomiro e Figueroa – o chileno que costumava dizer que “era fácil” ser zagueiro quando se tinha Caçapava à sua frente. “Estou triste com a partida de um grande amigo. Que Deus te receba em seus braços”, disse Figueroa em seu Twitter.

Um dos maiores ídolos do Internacional, Falcão também se pronunciou sobre a morte do "irmão", em nota oficial através de sua assessoria. "Recebi com muita tristeza a notícia da morte do meu querido amigo e irmão, Caçapava, cuja sincera amizade compartilhei por muitos anos. Que a família deste grande homem tenha o conforto necessário para enfrentar este difícil momento", disse.

Nos últimos anos, o ex-jogador vinha trabalhando no Internacional, na área de relacionamento social. O clube declarou luto e colocou a sua bandeiro a meio mastro.

Deixe seu comentário