Antes do clássico Gre-Nal, Inter comunica demissão de Diego Aguirre

São Paulo, SP

06-08-2015 12:37:02

Após a queda nas semifinais da Copa Libertadores para o mexicano Tigres e a campanha regular no Campeonato Brasileiro até então, a diretoria do Internacional divulgou, nesta quinta, a demissão do técnico uruguaio Diego Aguirre, que assumiu o clube em dezembro passado e conquistou o título do Campeonato Gaúcho.

A demissão do treinador aconteceu 72 horas antes do Gre-Nal de número 407, que será disputado na Arena Grêmio, no domingo. Em nota oficial divulgada no site, a diretoria do Inter comunicou que o auxiliar técnico Odair Hellmann comandará o time de forma interina até a definição de um novo treinador.

“Vinhamos conversando, eu e o Pellegrini, e de manhã tomamos a decisão. Preferimos fazer antes do clássico para criar uma atmosfera que possa nos ajudar”, falou o presidente Vittorio Piffero. “Entedemos que fizeram um excelente trabalho, mas que nesse momento, como temos competições só no cenário brasileiro, achamos que tínhamos que mudar. O Odair vai ser o treinador para o Gre-Nal até que contratemos alguém”, acrescentou em coletiva.

Contratado do Al-Gharafa, do Catar, Diego Aguirre voltou ao Internacional após 24 anos. Entre 1989 e 1990, o uruguaio atuou como jogador do Colorado e, no fim de 2014, voltou a Porto Alegre como técnico. Contestado por parte da torcida, Aguirre começou a conquistar espaço após o título do Gauchão e a partir da ascensão na Copa Libertadores.

No entanto, o técnico vinha sendo alvo de críticas por conta do rodízio de jogadores, fato que acabou culminando em uma queda de rendimento principalmente no Campeonato Brasileiro. A queda para o Tigres na semifinal, e os resultados ruins no nacional, que mantém o Inter na 10ª posição, com 21 pontos, são fatores que incomodaram e determinaram a troca no comando técnico.

Demitido com 48 jogos no comando do Internacional, Aguirre conquistou 24 vitórias, 15 empates e nove derrotas, com 65 gols a favor e 44 contra, além do título do Campeonato Gaúcho de 2015, que aumentou o jejum de títulos estaduais do rival Grêmio.

Deixe seu comentário