Hodgson mantém dúvidas para jogo que pode coroar Rooney na seleção

São Paulo, SP

08-09-2015 11:01:55

O jogo contra a Suíça, marcado para às 15h45 (de Brasília) desta terça, no estádio de Wembley, pode fazer de Wayne Rooney o maior goleador da história da seleção inglesa. Após igualar Bobby Charlton ao balançar as redes contra San Marino no fim de semana, chegando aos 49 gols pela seleção, o atacante do United precisa de apenas um gol para se isolar na artilharia.

Enquanto Rooney segue vislumbrando a marca história, o técnico Roy Hodgson mantém o mistério acerca da escalação que vai a campo contra os suíços. O mistério se justifica, principalmente, no meio-campo. Com o corte de Michael Carrick, que sentiu lesão muscular, de última hora, o técnico pode optar por Fabian Delph, James Milner ou até Jonjo Shelvey, meia do Swansea, que tem apenas dois jogos pela seleção.

Com nove gols nos últimos 11 amistosos internacionais, Rooney admite a importância do atual momento em âmbito pessoal. “Isso significa muito para minha família, para minha mulher e meus filhos. Quando eles crescerem, vão poder ver tudo o que conquistei”, disse o camisa 10 e capitão da seleção durante a entrevista coletiva da última segunda.

Com vaga garantida na Eurocopa de 2016 após a goleada sobre San Marino, os ingleses precisam apenas de um empate para assegurar posição na liderança do Grupo E das Eliminatórias com três rodadas de antecedência para o fim. Depois do enfrentamento desta terça, a seleção inglesa voltará a campo apenas em novembro, quando duelará contra duas campeãs mundiais.

No dia 13, os ingleses enfrentam os espanhóis em jogo que aconteceria em Madri, mas foi mudado para Alicante por conta das polêmicas envolvendo a torcida espanhola e o zagueiro Piqué; e no dia 17, em Wembley, recebem a França para encerrar os amistosos do ano. No mês de março do ano que vem, dia 16, já há um jogo agendado contra a Alemanha em Berlim.

Deixe seu comentário