Jogador do Huracán sofre corte no pé e vê carreira em risco

São Paulo, SP

11-02-2016 09:11:05

Com alguns membros hospitalizados, elenco do Huracán atrasou retorno à Argenitna (Foto: Federico Parra/AFP)
Com alguns membros hospitalizados, elenco do Huracán atrasou retorno à Argenitna (Foto: Federico Parra/AFP)

O meia Patrício Toranzo, do Huracán, segue sob observação em um hospital nas cercanias de Caracas, onde o ônibus do Huracán capotou na última quarta-feira, quando levava a delegação do time argentino ao aeroporto Simón Bolívar. Toranzo teve cortes profundos no pé esquerdo, próximo aos dedos, e pode ter a continuidade da carreira comprometida.

Aos 33 anos, Toranzo foi um dos mais prejudicados no acidente que aconteceu após a classificação do time, fora de casa. Além dele, que tem quatro dedos do pé esquerdo comprometidos, o autor do gol da classificação Diego Mendoza e o preparador físico Pablo Santella seguem sob cuidados médicos na Venezuela.

Apesar de Ricardo Padrón, coordenador do Caracas, admitir que Toranzo teve os dedos amputados em procedimento cirúrgico, Alejandro Nadur, presidente do Huracán, fez questão de desmentir a informação em entrevista à Rádio Continental ainda na última quarta-feira, garantindo que foram apenas cortes, sem necessidade de amputação. A esposa do atleta afirmou, à rádio La Red, que o jogador teme pela carreira e garantiu que, ao chegar na Argentina, Toranzo vai fazer uma reconstrução dos dedos: "Tiveram que fazer uma pequena cirurgia nos dedos. Chegando na Argentina, vai para uma clínica fazer uma reconstrução com médicos que conhece".

Responsável pela classificação argentina à fase de grupos, Mendoza também precisou ser submetido a uma cirurgia para a retirada de fragmentos de vidro que ficaram em seu tornozelo após o capotamento do ônibus. Já o preparador Santella passou por procedimento cirúrgico para corrigir uma fratura na pélvis.

Os motivos do acidente ainda são desconhecidos – se foi falha técnica do automóvel ou humana. No entanto, após a página do Facebook do Huracán comunicar que nenhum dos jogadores corria risco de morte, a festa pela classificação seguiu se espalhando por Buenos Aires apesar do susto na viagem de volta.

Também no Facebook, o craque Lionel Messi publicou uma nota, lamentando o acidente, e desejando pronta recuperação a todos os envolvidos, principalmente Toranzo, Mendoza e Santella.

Deixe seu comentário