Gazeta Esportiva

Seleção da Holanda não fará protestos: "Estamos aqui para ganhar a Copa"

AFP - São Paulo,SP

24/11/22 | 18:00

O gesto de tapar a boca que os alemães fizeram na quarta-feira como ato de protesto não será reproduzido pelos jogadores da Holanda nesta sexta-feira antes da partida contra o Equador, declarou o técnico Louis van Gaal. Ele afirma que o objetivo de sua equipe é outro: "Estamos aqui para ganhar a Copa do Mundo".

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Na foto oficial, antes da partida perdida para o Japão por 2 a 1, os jogadores da Alemanha resolveram aparecer de boca tapada. O ato foi um protesto contra a decisão da Fifa de impedir o capitão, Manuel Neuer, de usar uma braçadeira com as cores do arco-íris em apoio ao movimento LGBT.

"Estamos aqui para ganhar a Copa do Mundo", respondeu o técnico holandês ao ser questionado se seus jogadores seguiriam o exemplo dos alemães e fariam algum gesto de protesto.

A Holanda foi uma das seleções europeias que desistiu da braçadeira com a mensagem "One Love", por receio das sanções da Fifa. Além disso, as duras condições de trabalho vividas pelos migrantes que atuaram nas obras para a Copa do Mundo também foram objeto de denúncia das organizações humanitárias contra o Catar.

"Acabamos com as questões políticas desde que convidamos, na quinta-feira, trabalhadores imigrantes para nosso centro de treinamento" para partilhar momentos com os jogadores, acrescentou o treinador holandês.


Deixe seu comentário