Zagueiro pega seis meses por agredir árbitro; Guarani perde mais um mando

São Paulo, SP

25-11-2016 18:06:58

O julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) envolvendo o zagueiro Ferreira e o Guarani terminou com um misto de tristeza e alegria. Atleta pegou uma pena de 180 dias longe dos gramados por agredir o árbitro Marcos Mateus Pereira, na derrota por 3 a 0 para o Boa, na final do Campeonato Brasileiro da Série C, no último dia 5.

(Foto: Denny Cesare/Codigo19/Gazeta Press)
Guarani conseguiu acesso á Série B (Foto: Denny Cesare/Codigo19/Gazeta Press)

Já o Guarani escapou da pena máxima e foi punido em apenas um jogo, a ser cumprido no início da Série B de 2017. O clube foi julgado por não prevenir e reprimir desordens e lançamento de objetos, o que dá pena de até 20 manos de campo.

Apesar de pegar um gancho de apenas uma partida, o Bugre precisará fazer dois jogos longe do Brinco de Ouro por ser reincidente. Nas quartas de final, o Alviverde perdeu um mando após confusão em jogo contra o ASA. Além disso, o clube terá de arcar com uma multa de R$ 20 mil e ficar sem torcida visitante por três partidas.

Quanto ao time para 2017, o Guarani já garantiu a renovação contratual de sete jogadores. Lenon e Fumagalli, que resolveram suas respectivas situações logo após a Série C, além de Leandro Santos, Gilton, Leandro Amaro, Evandro e Renato Henrique.

Deixe seu comentário