Gazeta Esportiva

Satisfeito, Roger comemora atuação gremista diante do Corinthians

Do correspondente Vicente Fonseca - Porto Alegre,RS

10/09/15 | 08:35

Roger valoriza atuação do Grêmio fora de casa e mira crescimento (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Roger valoriza atuação do Grêmio fora de casa e mira crescimento (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O fato de o Grêmio ter cedido o empate para o Corinthians nesta quarta-feira não frustrou o técnico Roger Machado. Ao contrário: o treinador revelou ter parabenizado os atletas pela boa partida realizada em Itaquera e também não considerou o resultado ruim para as pretensões do Tricolor Gaúcho dentro do Campeonato Brasileiro.

“Saio muito satisfeito, pela dificuldade que projetávamos encontrar. Foi um grande jogo, muito bom de ser visto, entre o primeiro e o terceiro colocado. Nós saímos na frente, tivemos o controle em alguns momentos. O Corinthians é muito forte dentro de casa, mas acho que se tivesse de haver um vencedor seria a nossa equipe”, destacou o comandante gremista, em análise semelhante à do meia Douglas, que também viu o Grêmio levemente superior em campo.

Até por conta da atuação cheia de personalidade da equipe gaúcha, Roger garantiu que o fato de seu time ter cedido o empate após ter aberto o placar não o incomodou. “De forma alguma. Eu parabenizei os meus atletas pelo grande trabalho. Evidente que se tivéssemos conquistado os três pontos seria muito melhor. Mas saio satisfeito com o resultado e principalmente com a atuação”, completou.

O empate com o Corinthians manteve o Grêmio a seis pontos do próprio Timão, líder do Brasileirão, com 51 pontos. Com 45, o Tricolor abriu sete de vantagem para o São Paulo, o primeiro clube fora do G4 e adversário direto neste domingo, em Porto Alegre. Com a classificação à Libertadores bem encaminhada, a meta da equipe gaúcha é tirar a distância até a liderança e buscar o título. Entre gaúchos e paulistas está o Atlético-MG, que tem 48 pontos.

Até por isso, Roger viu com bons olhos o resultado, e não considerou tão ruim o fato de o Galo, um inimigo direto, ter batido o Avaí em Belo Horizonte. “Sem dúvida, ganhamos um ponto. O Corinthians também, mas impedimos que eles ganhassem mais dois e aumentassem a diferença. O Atlético-MG colocar pressão no líder é importante pra gente também. Nos mantivemos no bloco da frente e nos afastamos do bloco que vem chegando”, apontou o treinador tricolor.

Deixe seu comentário