Roger evita euforia, mas volta a pensar em algo maior no Brasileiro

Do correspondente Vicente Fonseca - Porto Alegre,RS

10-08-2015 09:25:09

Apesar da euforia justificada que tomou conta da torcida do Grêmio após a goleada de 5 a 0 sobre o rival Internacional, o técnico Roger Machado preferiu manter a cautela ao analisar o jogo. Embora evidentemente feliz pelo resultado histórico construído pelo Tricolor, o treinador manteve o equilíbrio ao analisar a partida e o momento gremista no Campeonato Brasileiro.

“Para nós da comissão técnica é sempre importante ter serenidade ao analisar as coisas, nunca tão eufórico ou tão triste. Temos que saber as razões para tudo”, destacou Roger. “Quando perdemos para o Fluminense, vi muita gente falar que havíamos chegado ao nosso teto. Agora, quando conseguimos uma vitória como essa, volta a se falar em algo maior. Virando o turno no G4, passaremos da metade do campeonato numa posição privilegiada”, analisa. Com o resultado, o Grêmio saltou do 8º para o 3º lugar na classificação.

Mesmo em derrotas recentes, de fato, Roger apontava boas partidas que o Grêmio vinha fazendo, apesar de resultados abaixo do esperado. Desta vez, porém, as chances criadas foram convertidas: “era importante voltar a vencer, pois a gente vinha oscilando. Nós não caímos de produção: os resultados é que não vieram. Era importante vencer para se recolocar na briga. Fizemos um grande jogo, e o resultado foi consequência disso”, completou o técnico gremista.

Apesar de toda a ponderação de sua fala, Roger não deixou de comemorar muito o resultado conquistado: “vencer o clássico marca a carreira do treinador e do jogador. Fico envaidecido e muito feliz. Era dia de casa cheia, mais de 40 mil pessoas, e o torcedor desejava muito essa vitória. Foi um jogo atípico, ganhar por essa diferença não é normal”, destacou.

Com 30 pontos, o Tricolor tem um compromisso duro pela frente nesta quinta: o líder Atlético-MG, no Mineirão. Depois disso, uma sequência teoricamente mais suave, com Joinville, Ponte Preta, Coritiba, Figueirense e Goiás. Para a partida em Belo Horizonte, o volante Walace, que cumpriu suspensão, deve voltar à equipe titular na vaga de Edinho.

Deixe seu comentário