Renegado, Cícero reencontra Renato para conquistar a América

Do correspondente Eduardo Bertuol - Porto Alegre,RS

30-11-2017 08:30:16

O Grêmio montou o time tricampeão da Libertadores com alguns jogadores considerados descartáveis por outros clubes. Entre eles, o meia Cícero foi contratado para disputar apenas a Libertadores da América. Renegado no São Paulo, Cícero tinha a confiança do técnico Renato Portaluppi. Com tal confiança, o jogador entrou no segundo tempo da primeira partida da final e marcou o único gol do jogo. O resultado deu uma vantagem para o Grêmio atuar no segundo confronto. "Quando a gente entrou para a final, a gente tinha que vir para cá com uma vantagem e aqui apresentar um bom futebol”, afirmou.


Emocionado, o meia destacou uma frase que sua mãe costuma dizer e dedicou o título a ela e à esposa. “A minha mãe sempre falou: ‘na dor, permanecer firme, na humilhação, ter paciência’. Essa paciência eu sempre tive para buscar um grande título hoje, entrar na história do Grêmio, fazendo um gol na final, isso não tem preço. Queria dedicar este título, em especial para a minha esposa que sofreu muito no nascimento do meu segundo filho, que ficou 14 dias na UTI. Então, tenho que dedicar esse título muito a ela, pois deixei ela sozinha em São Paulo para vir buscar este momento. Também queria dedicar para a minha mãe, que perdeu meu avô este ano. Mas como depois da tempestade sempre vem a bonança, hoje este vindo e posso dividir com eles”, ressaltou.

Na semana passada, o jogador já havia revelado uma conversa que teve com o técnico Renato quando chegou ao Grêmio. “Quando eu cheguei aqui eu falei para o Renato: cheguei aqui para a gente terminar o que deixou lá atrás (referente ao vice-campeonato da Libertadores pelo Fluminense). Hoje, quase dez anos depois, estar podendo reeditar este momento e juntamente com ele, acho que algum elo, alguma coisa tem de positiva com o Renato”, disse. Em 2008, os dois foram vice-campeões da Libertadores pelo Fluminense, perdendo o título atuando no Maracanã lotado.

Deixe seu comentário