Futebol internacional

Grêmio joga 60 minutos com um a mais, mas só empata na Argentina

São Paulo , SP
15/02/2018 00:03:57 — 15/02/2018 01:08:32

Em: Campeonato Copa Sul-Americana, Escolha do editor, Futebol, Futebol Internacional, Grêmio, Independiente-ARG, Libertadores, Notícias

O Grêmio ganhou dois presentes na noite dessa quarta-feira, mas só soube aproveitar um deles na primeira partida da final da Recopa Sul-Americana. No momento que sofria forte pressão do Independiente ainda no primeiro tempo, Luan aproveitou passe errado de Amorebieta na saída de bola e colocou os gaúchos na frente em pleno estádio Libertadores da América, em Avellaneda. Em seguida, aos 32 minutos, o árbitro de vídeo flagrou uma cotovelada de Gigliotti em Kannemann e o centroavante foi expulso. O problema é que a equipe de Renato Gaúcho não soube aproveitar a superioridade numérica e ainda acabou levando o empate por causa de gol contra de Cortez. No fim, o resultado ficou mesmo no 1 a 1.

Na próxima quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), o campeão da Copa Libertadores e o dono do título da Copa Sul-Americana voltam a duelar em Porto Alegre, na Arena do Grêmio. Como não há gol qualificado, qualquer empate levará a decisão à prorrogação, e se assim se manter, aos pênaltis.

O jogo
Mesmo em reformulação, em poucos minutos Grêmio e Independiente deixaram claro que qualquer adversidade seria deixada de lado pelo o que estava em jogo: o título da Recopa Sul-Americana. Os donos da casa começaram melhor, pressionando e com amis posse de bola. O Grêmio demorou a se encontrar e por pouco não pagou caro por isso. Aos 16, Meza cabeceou no travessão de Marcelo Grohe.

Mas, aos 21, o Tricolor Gaúcho ganhou um presentão. O zagueiro Amorebieta errou o passe para o seu companheiro na saída de bola e deixou Luan com toda liberdade para avançar à área e bater na saída do goleiro Campaña para abrir o placar.

O jogo que se desenhava complicado para os brasileiros, de repente, virou. Apenas dez minutos após sair na frente, o Grêmio passou a ficar com um jogador a mais em campo. Isso porque o centroavante Gigliotti foi flagrado pelo árbitro de vídeo acertando uma cotovelada em Kannemann. Após rever o lance, Roddy Zambrano expulsou o jogador argentino.

Partida nas mãos do Grêmio, certo? Errado. A equipe de Renato Gaúcho não soube aproveitar o momento, sequer conseguiu ficar com mais posse de bola e, por incrível que pareça, passou a ser ainda mais pressionada.

Dessa forma, heroicamente o Independiente chegou ao empate aos 32 minutos. Gaibor cobrou falta na área e Cortez cabeceou contra a própria meta. Grohe ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o empate.

A verdade é que a igualdade ficou barata para os gaúchos no intervalo, mesmo tendo saído na frente e ficado com um jogador a mais.

Na segunda etapa as coisas mudaram. O Grêmio até chegou a sofrer uma pressão inicial, mas aos poucos foi colocando a bola no chão e fazendo valor o fato de ter um jogador a mais em campo. O cansaço também foi batendo na equipe argentina, que teve de se conformar em recuar para evitar uma derrota em casa.

O Independiente tentou alguma coisa no ataque na base das bolas aéreas. Qualquer falta, mesmo no meio de campo, era usada para mandar a bola na área. A defesa tricolor, no entanto, conseguiu ganhar todas e não teve grandes problemas.

No fim, ficou um gostinho de que o Grêmio poderia ter conseguido um resultado melhor por ter ficado tanto tempo com um jogador a mais. Por outro lado, a situação ficou confortável para o jogo da volta, dia 21.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE-ARG 1 X 1 GRÊMIO

Local: Estádio Libertadores da América, em Avellaneda (Argentina)
Data: 14 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 22h00 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (EQU)
Assistentes: Bryon Romero (EQU) e Christian Lescano (EQU)
VAR: Mario Díaz de Vivar (PAR)
Cartões amarelos: Gigliotti, Domingo, Fernandéz, Amorebieta (Ind); Léo Moura, Geromel, Alisson (Gre)
Cartão vermelho: Gigliotti (Ind)

GOLS
Independiente: Cortez (contra), aos 32 minutos do 1T
Grêmio: Luan, aos 21 minutos do 1T

INDEPENDIENTE: Campaña; Bustos (Figal), Franco, Amorebieta e Gastón Silva; Gaibor (Gutiérrez), Nico Domingo, Maxi Meza e Martín Benítez (Fernandéz); Gigliotti e Menéndez.
Técnico: Ariel Holan

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson, Maicon, Lima (Alisson), Luan e Everton (Maicosuel); Cícero (Jael)
Técnico: Renato Gaúcho