COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA

Zagueiro do clube gaúcho foi convocado para a seleção brasileira (Foto: Lucas Uebel/GFBPA)

Na manhã desta segunda-feira, Tite divulgou a lista dos jogadores que farão parte do elenco da seleção brasileira para os amistosos dos dias 23 e 27 de março, contra Rússia e Alemanha. Pedro Geromel, do Grêmio, foi um dos convocados, e durante a entrevista coletiva cedida após a convocação, o treinador fez questão de exaltá-lo.

“O Geromel merece a convocação pela Libertadores e pelo Mundial que fez. Isso o credencia para estar aqui, também pela trajetória do Grêmio e as conquistas”, disse.

Apesar do zagueiro ser o único atleta do Tricolor Gaúcho na lista, o treinador da seleção brasileira elogiou outros jogadores do clube e deixou em aberto a possibilidade de levá-los para a Copa do Mundo.

“Tem Luan, Arthur, esse em especial estávamos esperando que ele pudesse voltar a jogar. Temos o Grohe que já foi convocado também. Todos eles estão no nosso acompanhamento e podem aparecer na lista final”, afirmou.

Tite ainda voltou a falar sobre Geromel, e disse que a convocação do zagueiro era praticamente obrigatória.

“Ainda sobre o Geromel, não me sentiria em paz se não o convocasse”, completou o treinador.

Com a convocação, o camisa 3 do Grêmio ficará de fora dos dois clássicos diante do Internacional, pelas quartas de final do Campeonato Gaúcho, que devem ser realizados nos dias 18 e 21 de março. Caso o Tricolor avance, o zagueiro também perderá o primeiro jogo da semifinal, que ocorrerá dia 25 deste mês.

Confira a lista com os 25 convocados:

Goleiros:
Alisson (Roma)
Ederson (Manchester City)
Neto (Valência)

Laterais:
Daniel Alves (PSG)
Fágner (Corinthians)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Marcelo (Real Madrid)

Zagueiros:
Marquinhos (PSG)
Miranda (Inter de Milão)
Geromel (Grêmio)
Thiago Silva (PSG)
Rodrigo Caio (São Paulo)

Meio-campistas:
Casemiro (Real Madrid)
Fred (Shakhtar Donetsk)
Fernandinho (Manchester City)
Paulinho (Barcelona)
Renato Augusto (Beijing Guoan)
Philippe Coutinho (Barcelona)
Willian (Chelsea)
Anderson Talisca (Besiktas)

Atacantes:

Gabriel Jesus (Manchester City)
Roberto Firmino (Liverpool)
Douglas Costa (Juventus)
Willian José (Real Sociedad)
Taison (Shakhtar Donetsk)



Rodrigo Caio voltou a fazer parte da lista de convocados do técnico Tite para a Seleção Brasileira. O zagueiro do São Paulo integrará o grupo que disputará os amistosos contra Rússia e Alemanha, no final deste mês, os últimos antes da convocação final para a Copa do Mundo 2018, na Rússia.

“Estou muito feliz. Esta convocação eu dedico a todos os meus companheiros de São Paulo. E aproveito para agradecer a confiança do técnico Tite e de toda a comissão técnica da seleção. Seguirei trabalhando com muito foco para ajudar o Brasil nesses dois próximos jogos”, declarou o jogador, conforme publicou a assessoria de imprensa do jogador.

Esta foi a oitava convocação de Rodrigo Caio para a Seleção Brasileira. Titular absoluto na campanha do ouro olímpico em 2016, o defensor venceu os quatro jogos que disputou com a camisa amarela na equipe principal. É com este retrospecto que o zagueiro conta, além do apoio que Tite tem manifestado em seu futebol, para cavar uma vaga entre os selecionados para a disputa do Mundial.

O Brasil enfrenta a Rússia no dia 23 de março, no Estádio Luzhniki, em Moscou, e no dia 27, em Berlim, encara a Alemanha. A estreia na Copa do Mundo é no dia 17 de junho, contra a Suíça, em duelo válido pelo Grupo E, que também conta com Costa Rica e Sérvia.



Nesta segunda-feira, o técnico Tite anunciou a lista de convocados da Seleção Brasileira para os amistosos do final deste mês, contra Rússia e Alemanha, pela fase final da preparação para a Copa do Mundo 2018. Além de apresentar os 25 jogadores que estarão à sua disposição, o comandante concedeu coletiva de imprensa, por meio da qual explicou algumas de suas decisões e comentou a respeito do estágio em que se encontra a Amarelinha.

“Quero antecipar uma coisa para vocês (jornalistas). Dentro deste espaço e tempo que nos foi proporcionado, estas são oportunidades aos atletas para que, lá na frente, a gente possa ter uma decisão final”, esclareceu.

Obviamente, Neymar não poderia deixar de ser o principal assunto da entrevista. Em recuperação após passar por uma cirurgia no pé direito, em função de uma fratura no quinto metatarso, o principal jogador da Canarinho não estará presente nos amistosos e só voltará aos trabalhos a cerca de 20 dias do Mundial. Sobre o fato, o técnico se mostrou tranquilo. “Primeiro: foi muito feliz o pai do Neymar em dizer que a nossa primeira preocupação é com a saúde do atleta. Não se paga o preço de vencer, mesmo em Copa do Mundo e em Seleção Brasileira, com a saúde de alguém. Segundo: é sim um jogador diferente, Top 3. Terceiro: uma equipe forte se faz independentemente de nomes, de um astro maior ou de um talento maior”, afirmou.

Tite assegura que a lista final ainda não está totalmente definida (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

As novidades ficam por conta das convocações de Anderson Talisca, meia do Besiktas-TUR, e William José, atacante da Real Sociedad-ESP. Ambos estiveram sendo observados por Tite nos últimos meses e já tinham seus nomes especulados para o grupo que jogará os últimos amistosos do Brasil antes da Copa do Mundo. Agora, têm a chance de mostrar serviço e tentar cavar uma vaga na lista final da seleção para o torneio.

“A lista final será mais para frente. Todos os outros atletas que não foram convocados estão dentro e continuam sendo avaliados. Todos. Mesmo com grandes momentos de alguns atletas, como é o caso de William José e Talisca, que executam e trazem componentes diferentes à equipe, não quer dizer que Giuliano está fora, Lucas Lima está fora, Diego está fora. Não há uma situação definitiva. Há o encaminhamento de alguns que têm estado em alto nível na seleção e nos clubes e uma margem de disputa por estes postos”, apontou o técnico, que elogiou os estilos de jogo dos dois mais novos integrantes da lista.

O Brasil vai primeiro a Moscou, onde enfrenta a anfitriã Rússia, no dia 23 de março, no Estádio Luzhniki. Quatro dias depois, no dia 27, em Berlim, a Canarinho enfrenta a Alemanha, algoz da última Copa e protagonista do maior desastre brasileiro na história torneio: o fatídico 7 a 1, em pleno Mineirão. A estreia verde e amarela no Mundial será no dia 17 de junho, contra a Suíça. Pelo Grupo E, Costa Rica e Sérvia serão os outros adversários da seleção na primeira fase.




Nesta segunda-feira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Rio de Janeiro, Tite divulgou publicamente sua última convocação antes de anunciar a lista de 23 atletas que irão compor o elenco na disputa da Copa do Mundo da Rússia, onde a Seleção busca o hexacampeonato Mundial. Os próximos compromissos serão em amistosos diante de Rússia e Alemanha, programados para os dias 23 e 27 de março.

Tite confirmou os rumores e convocou mais do que os 23 jogadores de costume. Como tem apenas estes dois amistosos para realizar testes antes da convocação final para o Mundial, o treinador optou por manter sua ideia de dar oportunidade para a maioria dos jogadores em boa fase e em condições de representar a Seleção na Rússia. Por isso, Neto, Talisca e Willian José, além de Geromel, foram algumas das novidades.

A convocação realizada por Tite nesta segunda-feira estava programada, inicialmente, para o dia 2 de março, mas acabou sendo adiada para que o departamento médico pudesse chegar a algumas conclusões quanto a jogadores que estavam lesionados ou em transição física para o campo. Eram os casos de Marcelo, Fernandinho, Gabriel Jesus e Neymar, mas apenas o atacante do PSG, como já era sabido, ficou de fora da lista.

O primeiro amistoso será realizado em Moscou, dia 23 de março, contra a Seleção da Rússia, anfitriã da Copa. Quatro dias depois (27), os comandados de Tite viajam para Berlim, onde enfrentam a Alemanha, no primeiro encontro entre as equipes nacionais desde o 7 a 1 no Mundial de 2014, que levou os europeus para a final da competição e, posteriormente, ao título diante da Argentina.

O Brasil inicia a disputa da Copa do Mundo no Grupo E ao lado de Costa Rica, Sérvia e Suíça, adversário da estreia no dia 17 de junho, em Rostov.

Confira a lista com os 25 convocados:

Goleiros: 
Alisson (Roma)
Ederson (Manchester City)
Neto (Valência)

Laterais:
Daniel Alves (PSG)
Fágner (Corinthians)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Marcelo (Real Madrid)

Zagueiros:
Marquinhos (PSG)
Miranda (Inter de Milão)
Geromel (Grêmio)
Thiago Silva (PSG)
Rodrigo Caio (São Paulo)

Meio-campistas:

Casemiro (Real Madrid)
Fred (Shakhtar Donetsk)
Fernandinho (Manchester City)
Paulinho (Barcelona)
Renato Augusto (Beijing Guoan)
Philippe Coutinho (Barcelona)
Willian (Chelsea)
Anderson Talisca (Besiktas)

Atacantes:
Gabriel Jesus (Manchester City)
Roberto Firmino (Liverpool)
Douglas Costa (Juventus)
Willian José (Real Sociedad)
Taison (Shakhtar Donetsk)



Nesta segunda-feira, o técnico Stanislav Cherchesov anunciou a lista de convocados da seleção russa para os amistosos contra Brasil e França, no fim deste mês. Brasileiros naturalizados, o lateral esquerdo Mário Fernandes, lesionado, e o goleiro Guilherme, que perdeu espaço, não integraram a relação e estarão ausentes em ambos os compromissos.

Revelado pelo Grêmio, Mário Fernandes sofreu uma contusão muscular jogando pelo CSKA de Moscou e deve ficar longe dos gramados por cerca de cinco semanas. Já Guilherme, que começou a carreira no Atlético-PR, atualmente defende o Lokomotiv de Moscou e chegou a compor o elenco da Rússia na Eurocopa de 2016 e na Copa das Confederações, deixou de estar entre as preferências de Cherchesov para defender a meta da seleção.

Lesionado, Mário Fernandes é desfalque da seleção russa para amistosos deste mês (Foto: AFP)

O também goleiro Igor Akinfeev, os meias Alan Dzagoev e Denis Glushakov, e os atacantes Alexander Kokorin e Fyodor Smolov são os destaques do grupo convocado para os que devem ser os últimos amistosos da seleção russa antes da Copa do Mundo. Os últimos dois disputam a artilharia do campeonato nacional, um pelo Krasnodar e o outro pelo Zenit, respectivamente.

A Rússia entra em campo contra o Brasil no dia 23 de março, no Estádio Luzhniki, em Moscou, e depois contra a França no dia 27, na Arena São Petesburgo. Os dois estádios receberão partidas do Mundial, cujo início está previsto para o dia 14 de junho.

Confira a lista completa da seleção russa:

Goleiros: Igor Akinfeev, Vladimir Gabulov, Andrei Lunev e Alexander Selikhov.

Defensores: Vladimir Granat, Fedor Kudryashov, Yuri Zhirkov, Igor Smolnikov, Vladislav Ignatiev, Dmitry Kombarov, Ilya Kutepov, Roman Neustetter, Konstantin Raush e Andrey Semenov.

Meias: Denis Glushakov, Roman Zobnin, Alexander Samedov, Alexander Golovin, Alan Dzagoev, Alexander Erokhin, Daler Kuzyaev, Anton Miranchuk, Denis Cheryshev e Anton Shvet.

Atacantes: Anton Zabolotny, Alexander Kokorin, Alexei Miranchuk e Fedor Smolov.



Aguero sentiu um desconforto no joelho esquerdo e deve ficar fora por duas semanas (Foto: Oli Scarff/AFP)

O atacante Aguero não deverá participar dos amistosos preparatórios da Seleção Argentina para a Copa do Mundo, diante de Espanha e Itália, além de desfalcar o Manchester City por duas semanas. O argentino usou seu twitter para informar os torcedores de um desconforto no joelho esquerdo e o tempo de sua recuperação.

“Durante o treino de ontem senti um desconforto no joelho esquerdo. Os médicos do clube me informaram que estarei de volta à equipe em duas semanas, aproximadamente. Agora é hora de focar na recuperação”, disse o camisa 10 do City.

Jorge Sampaoli, treinador da Argentina, ainda fará uma convocação de atletas que atuam no futebol do país. Lautaro Martinez, em grande fase no Racing e a caminho da Internazionale de Milão, deverá ser chamado. A Seleção Argentina enfrenta a Itália, no próximo dia 23, no Etihad Stadium, e a Espanha, dia 27, no Wanda Metropolitano.

Aguero deverá voltar aos gramados apenas no dia três ou quatro de abril, quando os citizens jogam a partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. O adversário será definido na próxima sexta-feira, em sorteio da Uefa realizado em Nyon.



Mladen Krstajic anunciou a convocação da Sérvia para os próximos amistosos (Foto: AFP)

Mladen Krstajic foi efetivado em janeiro no comando da Sérvia, e só neste sábado fez sua primeira convocação. Os sérvios enfrentam Marrocos e Nigéria, nos dias 23 e 27 de março, respectivamente. Na coletiva, o técnico reconheceu que o Brasil é o grande favorito de sua chave na Copa do Mundo da Rússia.

“Quando começamos as eliminatórias da Europa para a Copa, não disputávamos nenhuma grande competição há anos. Na Copa, temos que ser realistas, o Brasil é o favorito. Mas o futebol é o que acontece dentro do gramado. Segurança e calma são ponto chaves para que consigamos um resultado positivo”, disse o treinador.

Milinkovic-Savic vive ótimo momento e foi convocado pela Sérvia (Foto: Marco Bertorello/AFP)

Slavonjub Muslin foi demitido, um mês após classificar a seleção para a Copa, por não convocar jogadores jovens que despontavam na Europa. Um deles Sergej Milinkovic-Savic, meio-campista, que faz temporada excepcional pela Lazio e foi chamado por Krstajic para os próximos amistosos.

Outro jogador lembrado foi Dusan Basta, companheiro de Milinkovic na equipe italiana. O treinador da Sérvia destacou a ótima temporada do lateral-direito. “Eu respeito o Dusan Basta como pessoa e atleta. Na Itália tem se destacado, vamos ver como vai se encaixar no time”

O Brasil termina sua participação na fase de grupos da Copa do Mundo justamente contra a Sérvia, no dia 27 de junho, em Spartak.

Confira a convocação completa da Sérvia para os próximos amistosos:

Goleiros: Predrag Rajkovic (Maccabi Tel Aviv) e Marko Dmitrovic (Eibar), Stojkovic (Partizan)

Defensores: Branislav Ivanovic (Zenit), Nastasic (Schalke 04), Dusan Basta (Lazio), Kolarov (Roma), Antonio Rukavina (Villarreal), Dusko Tosic (Besiktas), Milos Veljkovic (Werder Bremen), Obradovic (Anderlecht), Nikola Maksimovic (Spartak) e Vujadin Savic (Estrela Vermelha)

Meio-campistas:  Milinkovic-Savic (Lazio), Ljajic (Torino), Milivojevic (Crystal Palace), Matic (Manchester United), Gacinovic (Eintracht Frankfurt) e Grujic (Liverpool)

Atacantes: Mitrovic (Newcastle), Prijovic (PAOK), Tadic (Southampton), Kostic (Hamburgo) e Zivkovic (Benfica).



Neymar postou neste sábado uma foto, em suas redes sociais, com Bruna Marquezine. Na imagem, os dois aparecem almoçando juntos. A atriz viajou até Mangaratiba, local em que o jogador se recupera de cirurgia, para encontrar o artilheiro.

O craque da Seleção Brasileira e do PSG está descansando em sua casa no litoral carioca, após operar no sábado passado o quinto metatarso do pé direito. Ele será reavaliado daqui a cinco semanas. A previsão é que tenha que ficar parado por aproximadamente dois meses e meio para se recuperar completamente da contusão.

A imagem surge em meio a polêmicas envolvendo o brasileiro. Segundo jornal, ele não estaria disposto a voltar a Paris e, inclusive, teria pedido para ser negociado com o Real Madrid.

Neymar posta foto com Bruna Marquezine (Foto: Reprodução/Instagram)



As especulações envolvendo a possível saída de Neymar do Paris Saint-Germain seguem cada vez mais presentes nos noticiários esportivos pelo mundo. Neste sábado, o jornal ABC revelou que o craque brasileiro não estaria disposto a regressar à capital francesa e, inclusive, teria pedido ao seu pai para negociar sua transferência ao Real Madrid, embora outros veículos aleguem que o futuro do camisa 10 pode ser no Barcelona.

Neymar estaria desmotivado pelas rusgas com Cavani, um dos líderes do vestiário parisiense e que vem enfrentando dificuldades para aceitar os privilégios que o brasileiro da equipe possui. Além disso, a eliminação precoce do PSG nas oitavas de final da Liga dos Campeões estaria contribuindo para o retorno de Neymar ao futebol espanhol.

Recentemente chegou a ser veiculado que Neymar havia se queixado do futebol francês, categorizando-o como violento, uma vez que em toda partida que está presenta acaba protagonizando lances faltosos, nos quais é a vítima.

Se recuperando de uma fratura no quinto metatarso do pé direito, Neymar deverá retornar aos gramados somente no mês de maio, às vésperas do início da preparação para a Copa do Mundo da Rússia. Há também quem diga que ele poderá se juntar novamente a Messi e companhia no Barcelona, onde conquistou os principais títulos de sua carreira, como a Liga dos Campeões da temporada 2014/15.

Com contrato válido até junho de 2022 e um salário mensal de R$ 12 milhões, Neymar teria de convencer o presidente do Paris Saint-Germain, Nasse Al-Khelaifi, a negociá-lo, algo difícil tendo em vista que o jogador brasileiro é o principal pilar do projeto do clube, que sonha em conquistar a Liga dos Campeões.