Querendo se reeguer na carreira, Rodolfo e Léo são apresentados no Fluminense

São Paulo , SP
12/02/2018 17:30:53

Em: Campeonato Carioca, Fluminense, Futebol
Rodolfo (esquerda) e Léo (direita) foram apresentados nesta segunda-feira (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira, o Fluminense apresentou a sua torcida mais dois reforços para a temporada de 2018. Tratam-se do goleiro Rodolfo e do lateral-direito Léo. Em entrevista coletiva, os dois jogadores se mostraram muito motivados por um motivo comum: ambos buscam se reerguer com a chance no Tricolor das Laranjeiras.

A história mais emocionante é a do goleiro. Aos 26 anos, o arqueiro contratado junto ao Oeste retorna a uma equipe da Série A após ter sido pego no doping em 2012, quando vestia a camisa do Atlético Paranaese, por uso de cocaína. O atleta falou abertamente sobre o assunto em sua coletiva e afirmou acreditar que se não tivesse sido flagrado pelo doping, poderia até mesmo ter morrido.

“Foi sorte ter caído (no antidoping). Provavelmente se eu não fosse pego no doping, eu estaria usando até hoje. Se eu não já tivesse encerrado minha carreira, teria morrido… Alguma coisa teria acontecido de ruim. Então, eu ter caído no doping foi minha salvação. Foi o que aconteceu para me tirar de vez desse mundo.”, avaliou o reforço.

Agora num clube grande, o goleiro espera poder agarrar as suas chances da melhor forma possível, porém prega respeito aos seus concorrentes de posição.

“As pessoas sempre falam que aprendemos com os erros. Já errei muito na minha vida, por conta de uso de drogas. Posso dizer que já fui no fundo do poço e já saí de lá. Hoje estou me reerguendo, estou em um clube maravilhoso. Fluminense está abrindo as portas para mim. E eu tenho que agarrar a oportunidade do jeito que agarro a bola no campo. Vou trabalhar para conseguir a titularidade. O Marco, De Amores e JC são excelentes goleiros. Sempre quando chego a algum clube, chego com pensamento de trabalhar para conseguir a titularidade. Se eu for titular, reserva, vai ser a comissão técnica que vai escolher. Vou fazer meu papel”, completou Rodolfo.

Já Léo foi revelado como uma boa promessa no Vitória, no entanto, apesar de ter passagens por vários clubes de nome no país, como Internacional e Flamengo, com quem tem contrato e está emprestado ao Fluminense, ainda não conseguiu em firmar em nenhum deles.

“Achei interessante porque é um time que está se reestruturando. Vai ser um clube que dá bastante visibilidade, como todos do RJ. Infelizmente não pude continuar no Flamengo, coisas do futebol. Agora é esquecer o Flamengo e pensar apenas aqui no Fluminense”, afirmou.