Futebol

Últimos corpos do incêndio no CT do Flamengo são identificados

São Paulo , SP
10/02/2019 17:53:45

Em: Flamengo, Futebol, Notícias
Samuel Thomas, uma das vítimas do incêndio, teve corpo reconhecido neste domingo (Foto: Reprodução/Facebook)

O Instituto Médico Legal (IML) concluiu, neste domingo, a identificação das duas vítimas restantes do incêndio no CT do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, ocorrido na última sexta-feira. Samuel Thomas e Jorge Eduardo foram identificados por meio do processo conhecido como Antropologia Forense (peso, altura e massa corporal), ou seja, não foram necessários exames de DNA, que necessitariam de algumas semanas para se chegar a um resultado.

O procedimento é feito por meio da biologia do esqueleto e a identificação foi possível por conta das informações fornecidas pelo Rubro-Negro sobre a estrutura física dos atletas. A partir desses dados, foi possível realizar as comparações e, portanto, os jovens atletas puderam ser devidamente identificados. Os corpos permanecem no IML aguardando a retirada pelos familiares.

ACOMPANHE TUDO SOBRE A TRAGÉDIA DO FLAMENGO

Os corpos de Samuel Thomas e Jorge Eduardo eram os últimos para serem reconhecidos e se juntam aos outros oito nomes dessa tragédia, são eles: Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas, 14 anos; Pablo Henrique da Silva Matos, 14 anos; Athila Paixão, 14 anos; Gedson Santos, 14 anos; Bernardo Pisetta, 15 anos; Vitor Isaias, 15 anos; Christian Esmério, 15 anos; e Rykelmo Viana, 16 anos. Alguns já foram enterrados.

Outros três jogadores ficaram feridos. Jhonata Cruz Ventura teve 35% do corpo queimado e segue internado em estado grave, enquanto Francisco Diogo Bento Alves, de 15, segue no CTI, e Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, recebeu alta e foi para o quarto.

O incêndio aconteceu no Ninho do Urubu na última sexta-feira de madrugada, atingindo uma parte que abrigava atletas de 14 a 17 anos, da base do Flamengo. Dez jovens morreram e outros três ficaram feridos.