Futebol/Copa Libertadores

Peñarol derrota o Flamengo no Maracanã pela Copa Libertadores

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
03/04/2019 23:46:23 — 03/04/2019 23:56:41

Em: Flamengo, Futebol, Libertadores

O Flamengo perdeu os 100% de aproveitamento na Taça Libertadores. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Maracanã, o Rubro-negro da Gávea foi derrotado pelo Peñarol, do Uruguai, por 1 a 0, gol marcado por Viatri no segundo tempo. Com o resultado, o Flamengo segue com seis pontos ganhos no Grupo D, mas caiu para a segunda colocação. O Peñarol que também chegou aos seis pontos assumiu a liderança da chave.

O time dirigido por Abel Braga não fez uma grande partida. Apesar de ter procurado o gol desde o primeiro minuto, o Flamengo não mostrou inspiração, principalmente no setor ofensivo. Para piorar a situação, o atacante Gabigol recebeu cartão vermelho por entrada violenta, o que reduziu ainda mais o poder ofensivo da equipe carioca. O Peñarol entrou armado com um sistema defensivo eficiente e acabou premiado com o gol da vitória, quando já se mostrava muito satisfeito com o empate.

Na próxima rodada, o Flamengo vai receber o San José, da Bolívia, no Maracanã, enquanto o Peñarol vai encarar a LDU, do Equador, em Montevidéu.

Resultado frustrou os torcedores e o elenco flamenguista (Foto: Mauro Pimentel/AFP)

O jogo 

Empurrado pela grande torcida, o Flamengo tentou partir para o ataque desde o primeiro minuto, enquanto o Peñarol mostrava um esquema cauteloso e pouco se aventurava no território rubro-negro. O time dirigido por Abel Braga marcava a saída de bola dos uruguaios o que impedia o toque de bola do time visitante. Sem outra opção, os zagueiros do Peñarol apelavam para os chutes longos na tentativa frustrada de alcançar seus atacantes.

Aos dez minutos, Diego lançou para Gabigol na área, mas o artilheiro chegou atrasado e desperdiçou a jogada.
Dois minutos depois, novamente lançado por Diego, Gabigol bate de esquerda e a bola passa muito perto da trave direita defendida por Dawson.

O Peñarol adiantou um pouco mais a sua equipe, mas não conseguia se aproximar do gol defendido por Diego Alves. Só aos 22 minutos é que o time uruguaio chegou na área brasileira, mas Pará evitou que a bola chegasse a Canobbio, desviando para escanteio.

O Flamengo diminuiu a intensidade do seu jogo e só voltou a incomodar o Peñarol aos 26 minutos. Diego bateu escanteio e Rodrigo Caio cabeceou com perigo, mas o árbitro invalidou o lance, marcando falta de Gabigol.

Aos 29 minutos, o time dirigido por Abel Braga desperdiçou a sua melhor oportunidade. A defesa uruguaia errou na saída de bola e Gabigol foi lançado na frente, mas diante do goleiro Dawson, bateu para fora, frustrando a torcida presente ao Maracanã.

O jogo seguiu morno e o Peñarol se aproveitou da lentidão da equipe adversária para equilibrar a partida. Aos 41 minutos, Brian Rodriguez arrancou pela esquerda e cruzou para Canobbio que concluiu para o gol, mas Diego Alves fez grande defesa e evitou o gol do Peñarol.

O Flamengo começou o segundo tempo com a mesma agressividade mostrada no início do jogo. Uma marcação avançada impedia que o Peñarol trocasse passes no campo defensivo. Mesmo assim, foi da equipe uruguaia o primeiro bom momento ofensivo. Canobbio recebeu a bola na entrada da área e bateu forte, mas a bola saiu, assustando o goleiro Diego Alves.

Aos dez minutos, Pará tabelou com Willian Arão e cruzou para Gabigol mandar para as redes, mas a arbitragem invalidou a jogada porque o atacante rubro-negro estava adiantado.

Aos 14 minutos foi a vez do lateral Lucas Hernandez investir em ótima jogada individual. Ele se livrou de dois marcadores e caiu na área ao dividir com Léo Duarte, mas o árbitro interpretou que ele simulou a falta e nada marcou.

A torcida rubro-negra pediu a entrada de Arrascaeta, mas o treinador rubro-negro decidiu colocar o atacante Vitinho no lugar do volante Willian Arão, tornando a equipe mais ofensiva. Com a entrada de Vitinho, Éverton Ribeiro passou a atuar ao lado de Diego na armação das jogadas.

Na primeira jogada, Vitinho é lançado na área por Gabigol, mas o goleiro Dawson chega antes do atacante. O Peñarol respondeu com Brian Rodriguez que obrigou Diego Alves a fazer outra defesa complicada.

Aos 28 minutos, Gabigol se deslocou pela esquerda e cruzou para a cabeçada de Bruno Henrique, mas a bola saiu sem levar perigo. Um minuto depois, Gabriel recebeu cartão vermelho ao entrar de forma desleal em Rojo que tinha acabado de entrar em campo.

Com vantagem numérica, o técnico do Peñarol tentou dar mais força ofensiva ao seu time nos minutos finais, trocando o volante Guzmán Pereira pelo atacante Viatri.

E, aos 42 minutos, o Peñarol marcou, através de Viatri que tinha entrado para reforçar o setor ofensivo. Lucas Hernández cruzou da esquerda e Viatri se antecipou a Renê para cabecear sem chances para Diego Alves.Nos minutos finais, o Flamengo tentou o empate, mas esbarrou na defesa uruguaia e acabou saindo vaiado do Maracanã.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-BRA 0 X 1 PEÑAROL-URU

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 3 de abril de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 61.576 pagantes
Árbitro: Patricio Lostau (Argentina)
Assistentes: Juan Belatti (Argentina) e Diego Bonfa (Argentina)
Cartão Amarelo: Cuéllar, Diego (Fla); Giovanni González, Rojo, Guzmán Pereira, Formiliano, Lema (Pen)
Cartão Vermelho: Gabigol (Fla)
Gols:
PEÑAROL: Viatri, aos 42 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Gustavo Cuéllar, Willian Arão (Vitinho), Diego e Everton Ribeiro; Bruno Henrique (Uribe) e Gabigol
Técnico: Abel Braga
PEÑAROL: Dawson , Giovanni González, Formiliano, Lema e Lucas Hernández; Gargano, Guzmán Pereira (Viatri), Brian Rodríguez (Rojo) e Cristian Rodríguez; Darwin Nuñez (Gaston Rodriguez) e Canobbio
Técnico: Diego López