Gazeta Esportiva

Fabinho lembra final do Mundial contra Flamengo e vê clube como "favorito" para vencer o Real Madrid

São Paulo, SP

26/09/22 | 12:30

O volante da Seleção Brasileira Fabinho concedeu entrevista coletiva e um dos assuntos abordados foi a final do Mundial de 2019 entre Liverpool e Flamengo. O brasileiro, que joga na equipe de Anfield desde 2018, lembrou a decisão e comentou sobre a expectativa do duelo na época.

"Quando nós enfrentamos eles no Mundial, principalmente nós brasileiros víamos as expectativas que se criou nesse jogo para saber a força do Flamengo contra um grande clube europeu. Na época, o Flamengo era o melhor time do Brasil disparado, na época que o Jorge Jesus estava lá. Até nós queríamos ver como seria esse jogo, qual o nível deles, se teríamos facilidade ou não", declarou.

O volante não foi relacionado para a partida, pois estava lesionado. No entanto, como espectador do duelo, Fabinho viu a disputa de "igual para igual".

"Não joguei, mas lembro que foi um jogo muito equilibrado, decidido na prorrogação. Então, mostrou que o Flamengo estava em bom nível. Os jogadores falavam que o time era bom, que se surpreenderam até com torcedores. O clima esquentou um pouco e acabou ajudando para que o jogo fosse mais disputado. O Flamengo teve uma imagem muito boa, um nível de disputar de igual para igual com um clube como o Liverpool, que tinha acabado de ganhar a Champions", disse.


O rubro-negro pode ter a chance de disputar o Mundial mais uma vez caso passe do Athletico-PR na final da Libertadores, que acontece no dia 29 de outubro. Em uma eventual disputa entre o campeão da Liga dos Campeões Real Madrid, e o vencedor do principal torneio sul-americano, Fabinho vê o Flamengo como favorito para bater de frente

"Talvez o Flamengo por já ter disputado um jogo do Mundial, não há tanto tempo, e por isso tenha mais experiência em jogos assim", concluiu.

O Brasil time seu último compromisso antes da Copa do Mundo nesta terça-feira, às 15h30 (de Brasília). Os comandados de Tite medem forças com a Tunísia, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, na França.

Deixe seu comentário