Ederson cita confiança e se dispõe a atender aos pedidos de Cristóvão

São Paulo , SP
13/08/2015 13:00:23

Em: Brasileiro Série A, Flamengo, Futebol

Satisfeito com sua primeira atuação pelo Flamengo, na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-PR na última quarta, o meia-atacante Ederson foi o escolhido para conversar com os jornalistas na reapresentação do elenco no Ninho do Urubu. Citando a confiança transmitida a partir das conversas com o treinador, o camisa 10 não demonstrou qualquer vaidade e se colocou à disposição para servir aos objetivos coletivos.

Escalado entre os onze também por conta da ausência de Paolo Guerrero, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, Ederson disse não ter preferências com relação à esquema tático e manifestou sua satisfação por voltar aos campos em um jogo oficial. Na última temporada, o atleta enfrentou algumas lesões que comprometeram suas atuações pela Lazio.

“É importante que cada um dê o máximo de si, independente do esquema tático, na movimentação, na hora de recompor. Isso é uma questão de conversar e se encaixar. Fisicamente, no geral, estou me sentindo bem. Vinha de férias e passei apenas duas semanas em preparação física. Fiquei satisfeito com minha condição, apesar da falta de ritmo de jogo. Creio que, com os jogos isso tende a melhorar”, comentou o jogador, que pode seguir no time para encarar o Palmeiras, em jogo marcado para as 11h (de Brasília) do domingo.

Apesar de não ter balançado as redes, como Guerrero fez logo nos três primeiros jogos em que atuou, Ederson participou da construção do resultado. “Eu e o Alan trabalhamos bem um dia antes do jogo, treinamos faltas, e isso deu muita confiança. No momento ali da falta, foi até eu quem sofri, deixei ele tranquilo para cobrar. Nós dois podemos dar essa contribuição ao time. Quanto mais você pratica, mais você aprimora”, falou.

Satisfeito com atuação em estreia, Ederson nega preferências para atuar (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Satisfeito com atuação em estreia, Ederson nega preferências para atuar (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Classificando o horário matutino como atípico, ponderando a necessidade de mudar a preparação, Ederson admitiu que o jogo diante do Palmeiras fora de casa reservará dificuldades apesar dos três tropeços seguidos da equipe paulista. “O Palmeiras é um ótimo time, um elenco muito bom e está fazendo bons jogos apesar das últimas derrotas. Temos certeza que será um jogo difícil. O que o professor decidir, a gente vai acatar da melhor forma possível”, declarou.

Enquanto os titulares fizeram apenas atividades regenerativas, o grupo dos reservas foi a campo para treinar com bola. Paolo Guerrero, que deverá retornar ao time no domingo, trabalhou normalmente. No entanto, quem roubou a cena foi o garoto Douglas Baggio, do sub-20, que marcou quatro gols no treino de finalização e pode compor o grupo que virá à São Paulo.

O goleiro Paulo Victor e o atacante Marcelo Cirino fizeram reforço muscular na Academia, mas devem estar presentes no jogo que fechará o primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Já Armero e Paulinho, que seguem fazendo trabalho de recuperação, não têm presença garantida. Wallace, autor do primeiro gol Rubro-Negro no Maracanã, foi visto saindo do departamento médico mancando e deve passar por exames mais detalhados para verificar sua condição de jogo.