Contra a crise, Muricy e Juan participam de reunião com diretores

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

26-04-2016 12:58:49

O elenco do Flamengo voltou aos treinos na manhã desta terça-feira, e o clima de tensão tomou conta do Ninho do Urubu. Com os jogadores do lado de dentro fazendo trabalhos físicos, o acesso da imprensa foi limitado em parte das atividades.

Leia mais:

Do lado de fora, um carro da Polícia fazia a segurança para evitar os protestos que tomaram conta da delegação no retorno de Manaus, onde, no domingo, o Rubro-Negro perdeu de 2 a 0 para o Vasco, e foi eliminado nas semifinais do Campeonato Carioca.

Além da Polícia, os seguranças do clube se movimentavam bastante, a todo momento esperando alguma hostilidade, o que não aconteceu em nenhum momento. O diretor de futebol Rodrigo Caetano explicou a situação.

"O torcedor muitas vezes não sabe como é dolorida uma eliminação em um momento de crescimento da equipe. Na semana passada, falavam que o Flamengo vinha jogando um futebol vistoso. Não somos contrários a manifestações de torcedores, mas há hora e local para isso. Aeroporto nunca foi local para isso, portanto, é natural que a diretoria se preocupe", disse Caetano.

O diretor, por sinal, passou boa parte da manhã conversando com o vice-presidente de futebol, Flávio Godinho, e com o presidente Eduardo Bandeira de Mello. Em alguns momentos, o técnico Muricy Ramalho conversou com os dirigentes. Um dos líderes do elenco, o zagueiro Juan, que não enfrentou o Vasco por estar suspenso, esteve na conversa também.

"Tivemos reuniões para projetar a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Infelizmente, não chegamos à decisão da Primeira Liga e do Campeonato Carioca, mas isso não inviabiliza o que foi feito em termos de reconstrução da equipe e da comissão técnica, e muito menos a luta pelos nossos principais objetivos. Conversamos com muitos jogadores, estamos trabalhando de olho no futuro", disse Caetano.

Dentro de campo, os jogadores vão trabalhar muito. Ao longo de toda a semana, estão previstas atividades em tempo integral. Apenas nesta quarta-feira e no sábado, as atividades serão em meio período.

Mando de campo

Com o Maracanã e o Nilton Santos entregues aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Flamengo decidiu optar pelo Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, como a sua casa no Campeonato Brasileiro.

"Nós vamos mandar cinco jogos em Brasília, mas o restante vai ser mesmo em Volta Redonda, inclusive na Copa do Brasil. Para melhorar o nosso público lá, teremos algumas promoções para atrair torcedores e sócios", disse o diretor

O Flamengo estreia no Campeonato Brasileiro em 14 de maio, contra o Sport, em local a ser definido, já que o mando de campo é do Rubro-Negro carioca.  "O jogo com o Sport, por ser uma estreia, pode ter uma situação diferenciada", explicou Rodrigo.

Antes disso, o Flamengo vai jogar pela partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil, dia 4 de maio, fora de casa, contra Fortaleza ou Imperatriz-MA, que se enfrentam nesta quarta-feira no Ceará, para definir quem avança. Na partida de ida, no Maranhão, houve empate por 1 a 1.

Deixe seu comentário