Barbieri lamenta revés, mas diz que Flamengo não jogou a toalha

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

06/09/18 | 00:39


O técnico Mauricio Barbieri disse que o Flamengo poderia ter saído do Beira-Rio com um resultado melhor se tivesse sido mais eficiente. Na entrevista coletiva, o treinador rubro-negro explicou que, apesar dos desfalques, o time carioca jogou de igual para igual com o Inter, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades que conseguiu criar.

Mesmo com a derrota por 2 a 1, Barbieri garantiu que não chegou a hora de "jogar a toalha": "O resultado não foi o que queríamos, mas continuamos vivos e em busca do título do Brasileiro".

O técnico do Flamengo disse que a ausência de Diego e Lucas Paquetá não podem justificar o resultado, apesar de reconhecer que os dois jogadores fazem falta em qualquer equipe. Barbieri explicou que escalou Lincoln porque acreditou que o jovem atacante abriria espaço para os companheiros.

O técnico disse que ainda não encontrou um titular definitivo para a posição e por isso vai testando os atacantes de acordo com os adversários. O treinador também comentou sobre a fragilidade demonstrada pela defesa nas últimas partidas e reconheceu que o setor tem cometido erros que não cometia na primeira fase do Campeonato Brasileiro.
"Tomar gol desta maneira contra um adversário deste, fica difícil. É cobrar mais atenção", ressaltou.

Barbieri afirmou ter consciência de que a equipe está atravessando um momento difícil e que está com a confiança abalada pelos maus resultados, mas que o grupo tem conversado muito para buscar o reencontro com as vitórias.

"Os jogadores sabem o tamanho da pressão que é jogar no Flamengo. E estão dispostos a retomar o caminho certo, já no sábado, diante da Chapecoense", concluiu.

Deixe seu comentário