Gazeta Esportiva

Clayton admite pênalti inexistente: "Hoje, fomos beneficiados"

São Paulo, SP

18/11/15 | 23:22

Foi às custas de muito suor, mas o Figueirense conquistou uma importantíssima vitória fora de casa na noite desta quarta-feira, diante da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).
No entanto, o atacante Clayton, que marcou o gol do triunfo catarinense, admitiu que o pênalti não existiu e que a equipe do Orlando Scarpelli, prejudicada em outras ocasiões, foi beneficiada diante da Macaca.

"Olha, na hora ele caiu com o braço levantado. Foi um lance rápido, eu não consegui ver. Diz ele que bateu no olho, na cabeça dele, e estava até um pouco vermelho. Mas ele caiu com o braço levantado então deu a entender que bateu na mão. Eu saí reclamando para o bandeira e ele acabou marcando. Os erros também são difíceis, claro, eu entendo o time deles, mas o campeonato inteiro estão errando contra a gente, e agora que é a nosso favor tem que ser falado? A arbitragem realmente está fraca, errando bastante, mas vamos ver o que pode ser feito para melhorar. Hoje, os beneficiados fomos nós", declarou o atleta de 20 anos ao Sportv.

Polêmica com a arbitragem à parte, o Figueira deu um passo importante ao ficar dois pontos acima da zona do rebaixamento, na 15ª colocação. Para o jovem atacante, não se trata de uma situação confortável, e é preciso seguir mais do que alerta para manter afastado o fantasma da Série B.

"Acho que não podemos respirar ainda porque a zona da degola está ali, as outras equipes estão chegando também. Então, quanto mais a gente puder pontuar para sair daquela zona, melhor para nossa equipe. Agora vamos preparar para vencer em casa no domingo e sair dessa situação incômoda", disse, já projetando o embate com a Chapecoense, no Moisés Lucarelli.

Depois da Chape, o Furacão ainda terá pela frente São Paulo (fora) e Fluminense (em casa) nas duas rodadas finais deste Campeonato Brasileiro.

Deixe seu comentário