Mano Menezes não pede contratações e descarta rodízio de titulares

São Paulo, SP

27-07-2016 16:03:25

De volta ao Brasil, o técnico Mano Menezes foi reapresentado ao Cruzeiro nesta quarta-feira. Com a demissão do português Paulo Bento na segunda, o treinador chega para assumir o comando celeste já na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Santos, na Vila Belmiro. Velho conhecido dos mineiros, o treinador garantiu que não pretende solicitar contratações agora e que trabalhará para introduzir um trabalho de titularidade com a equipe da Raposa.

Após deixar o comando do elenco no final do Brasileirão de 2015, Mano agradeceu a oportunidade de retorno. "Respeito muito o Cruzeiro e estou feliz por estar de volta. Sou muito bem recebido aqui e foi por isso que aceitei a proposta com facilidade", disse.

"A princípio, precisamos cuidar de todos os detalhes com muita responsabilidade. Comigo será assim. Primeiro iremos fazer alguns ajustes estratégicos, em relação a parte defensiva, que a curto prazo pode melhorar bastante. Já em termos de ataque, acredito que temos muita qualidade em criação", analisou o técnico, que contou ter passado as últimas horas assistindo aos jogos mais recentes do Cruzeiro.

Quanto ao elenco, Mano afirmou que conseguirá aproveitar o trabalho que já foi feito com o técnico anterior e que não pretende buscar novos jogadores por enquanto. "Não vou fazer nenhuma solicitação imediata de contratação. Este não é meu estilo de trabalho", declarou.

O técnico gaúcho também revelou que pretende impor seu estilo de jogo, sem promover rodízio entre os titulares do Cruzeiro, diferentemente de seu antecessor. "Sou adepto de uma formação mais titular, que dê certa segurança aos jogadores. Acho que criar um clima de disputa interna traz mais resultados ao time. Pequenos gestos na prática que mostram que a gente pode acreditar mais em um do que no outro. Ter disciplina e cumprir o proposto de forma rigorosa. Gosto de trabalhar desta maneira", explicou.

O novo comandante do Cruzeiro informou que manterá a base que vinha sendo escalada. "Vou usar os três dias para trabalhar com a equipe que vinha jogando com mais regularidade. Sem grandes alterações. No primeiro momento, quero conversar com os jogadores sobre posicionamento e algumas melhorias em termos táticos, que eu consegui enxergar assistindo aos últimos jogos. Estes são os passos que vou tomar para o primeiro jogo", finalizou.

Atualmente na zona de rebaixamento, com apenas 15 pontos, o Cruzeiro tentará reverter a situação de risco no jogo contra o Santos. A partida que será válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro está marcada para às 16h, no domingo, na Vila Belmiro.

 

Deixe seu comentário